Por “jornalismo do bem”, Inter quer montar sua própria rádio FM com 24h ao vivo

Crédito da foto: Alexandre Lops/Divulgação/Inter.

O Inter já trabalha em Brasília para buscar a concessão necessário junto ao Ministério das Comunicações para criar a sua própria rádio. O novo projeto é criar um canal que produza conteúdos diversos e não seja somente uma voz oficial do clube. Segundo Marcelo Otton, vice-presidente de mídias do Inter, a programação seria 24h ao vivo. 

MAIS INTER:

Em 2005, “Copa Edílson” fez Inter dormir líder e acordar em segundo

Ao mesmo tempo que aguarda o desfecho na capital federal, o clube também estuda dentro do Rio Grande do Sul qual rádio poderia surgir como parceiro no projeto para ceder o seu prefixo.

“Nós queremos fazer o jornalismo do bem. Jamais omitir notícias ruins, mas sabemos que a espiral de notícias negativas hoje em dia é enorme. Há um pessimismo generalizado na sociedade. Queremos que as notícias sejam dadas, mas de uma forma diferente”, explica Otton.

Vale lembrar que o Inter já teve alguns atritos com a imprensa durante a atual temporada. Na reta final da Libertadores, o capitão D´Alessandro chegou a aconselhar os torcedores a não ouvirem os programas de rádio e sugeriu que jogassem videogame no lugar.

De qualquer forma, o projeto de uma rádio própria não é novidade em Porto Alegre. O Grêmio, tradicional rival colorado, lançou em janeiro a sua emissora Grêmio Rádio Umbro 90,3. A estação entra no ar em dias de jogos e faz coberturas também em jogos longe do RS. Mas, segundo os dirigentes colorados, a ideia do projeto consiste em também abrir espaço a programas musicais e culturais.

Crédito da foto: Alexandre Lops/Divulgação/Inter.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.