Ronaldinho Gaúcho explica o que deu errado no Fluminense e cita guerra política

O meia falou pela primeira vez desde que deixou o Fluminense. Ronaldinho admitiu que o grande problema foi não ter conseguido corresponder nos jogos.

LEIA MAIS:
Jornalista da Fox compara Armero a pangaré e diz: “não é ruim, é desprovido de inteligência.”
Jornalista do SporTV chama São Paulo de “clube de várzea”
Adversários na Copa do Brasil, Palmeiras levou a melhor sobre o Flu no Brasileiro
Atlético-MG deve receber mais de R$ 100 milhões em 5 anos com novo fornecedor

O meia Ronaldinho Gaúcho falou pela primeira vez desde que rescindiu contrato com o Fluminense, há pouco mais de uma semana. Em entrevista à rádio Atlântida-RS, o meia explicou o motivo de não ter dado certo no tricolor carioca, e disse ainda que pretende descansar por um tempo.

A parte de treinamento não foi problema. Problema foi não conseguir corresponder durante os jogos. Eu vinha em uma fase em que eu não estava bem, o time do Fluminense também não estava bem. Tudo veio a calhar, tudo junto. Mas nunca chamaram minha atenção no treinamento, sempre procurei fazer o meu melhor. Agora vou tirar um tempo para descansar, sem pensar em nada. Daqui a uns dias vejo o que vou fazer.

Ao ser questionado sobre uma informação, que teria vindo do Rio de Janeiro, que o problema da falta de rendimento em campo poderia ter sido causado por consumo de bebidas alcoólicas, Ronaldinho negou e disse duvidar que alguém do Fluminense teria dito isso, mas citou que o clube tem uma guerra política muito grande.

Não tem razão. Meu relacionamento sempre foi muito aberto com todos os companheiros de Fluminense. As pessoas inventam muitas coisas, colocam palavras na boca dos outros. Não acredito que alguém do Fluminense tenha falado isso. Mas essas coisas acontecem, principalmente no Fluminense, que tem uma guerra política muito grande. Acredito que isso seja algo inventado. Não é verdade.

Por fim, R10 afirmou que recebe sempre propostas de clubes, e que vai continuar jogando.

Ainda vou continuar jogando por mais um tempo. Propostas aparecem todo dia. Me sinto bem de saúde, estou bem. É um sinal de que outros clubes ainda estão interessados em mim. Pelos meus treinamentos, vejo que ainda posso jogar no mesmo nível dos jogadores de hoje em dia. E isso me dá vontade de continuar jogando.

Foto: Divulgação/ Fluminense F.C

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @allanmadi