Valdívia traz ao futebol a inocência de brincadeiras dentro e fora de campo

Instagram

Lembra daquele seu amigo do colégio que sabia que era desprovido de beleza, mas nem ligava para isso e muito melhor, fazia piadas consigo mesmo? Este é Wanderson Ferreira de Olivera, também conhecido como Valdivia do Internacional, ou Valdivia pokopika. A diferença entre seu amigo e este aqui, é que este aqui é muito bom de bola. 

Leia mais: “Virou marca!” Valdívia divulga linha de roupas #PokoPika nas redes sociais

O meia mato-grossense de 21 anos, que ganhou o apelido por se parecer com o jogador chileno que atuou pelo Palmeiras, começou a atrair olhares (por seu futebol, claro), em 2012, na Copa São Paulo de futebol júnior, sendo o artilheiro daquele ano. Sua velocidade e habilidade o levaram logo ao Internacional, onde acabou chegando como promessa e se tornou mais do que isso, sendo considerado hoje peça fundamental no time colorado, com direito a claro, o futebol arte cheio de dribles.

“Poko Pika”, é uma gíria muito usada por Valdívia, desde o tempo das categoria de base disse ele em diversas entrevistas. O poko, usando como gíria que significa muito e o pika, gíria de boleiro segundo ele. Mas certa vez, em entrevista após o jogo em rede nacional, quando perguntado se ele tinha vista o Beira-Rio, estádio do Internacional piscando as luzes do time ele respondeu sem pestanejar: “Vi, poko pika né?”. Com isso, o meia ganhou muito fãs e hoje faz muito sucesso nas redes sociais, sobre isso ele diz:  Mas olha, esse negócio de pika pouca não vale não, hein, já vou dizendo”, disse o jogador, que á ativo no Instagram e tem criado do #PokoPika uma espécie de marca registrada.

Valdivia, fez da expressão, apelido, e do apelido marca registrada em suas redes sociais, por sinal, em seu instagram que é uma verdadeira comédia, ele usa a expressão com variações, hoje em dia ele tem até fãs, as chamadas: pokopiketes.



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."