Arouca pede dedicação total do Palmeiras e diz: “Este grupo merece ser campeão”

Foto: Cesar Greco / Fotoarena

Na próxima quarta-feira (25), Santos e Palmeiras iniciam o duelo para saber quem será o campeão da Copa do Brasil. E o volante Arouca pediu que todos no Palmeiras tenham o máximo de dedicação em prol do único objetivo que restou na temporada, o título da competição nacional e, de quebra, a vaga na Libertadores.

Leia Mais:
Torcida do Palmeiras esgota três setores do Allianz para final contra o Santos
Em ano conturbado, São Paulo passa vexame diante de rivais
Após goleada, presidente do São Paulo dará coletiva no Morumbi
Abílio Diniz alerta São Paulo: “2016 pode ser ainda pior do que 2015”

“Este grupo merece ser campeão. É difícil montar um elenco de 25 contratações e chegar a duas finais em um ano. É um elenco que trabalha forte e se dedica ao máximo. É a última oportunidade de chegar a Libertadores e conquistar um título no ano. Só entra para a história quem conquista, e nós queremos conquistar. Podendo entrar para a história, tem de ser 110, 120% de esforço. É uma oportunidade única, e todos os jogadores estão cientes disso. São dois times de tradição, os dois maiores campeões nacionais, e os dois querendo o título para ir à Copa Libertadores. Nos esforçaremos ao máximo para conquistar este título”, afirmou o camisa 5.

Ex-jogador do Santos, Arouca sabe como é enfrentar o Alvinegro na Vila Belmiro e a força que o time tem jogando em seus domínios. Mas o meio-campista alertou que o primordial é entrar em campo concentrado e trazer a decisão em aberto para o segundo jogo, no Allianz Parque.

“É difícil jogar lá, mas essa dificuldade faz com que o Palmeiras tenha de evoluir. Com isso, o Palmeiras irá forte, pois é uma decisão de 180 minutos. Lógico que o primeiro jogo é importante, mas não se decidirá no primeiro. A nossa preocupação maior é fazer o Palmeiras render muito bem nestas decisões. Não podemos nos preocupar com o Santos, mas com o nosso rendimento. Temos de marcar forte e não relaxar porque estamos próximos de um título. A final está aberta”, finalizou o jogador.



Jornalista que gosta de boas histórias e grandes personagens, não importa se dentro ou fora de campo