Brasileirão: Saiba por que a rodada 36 foi a mais CURIOSA de todas

(Crédito da Foto: CBF / Divulgação)

Não é exagero algum afirmar que o Campeonato Brasileiro teve, nesse final de semana, uma das rodadas mais curiosas de toda competição. Resultados improváveis, combinações que ainda dão esperança a uns e aterrorizam outros, e até jogador da linha se aventurando no gol. E muito bem. A seguir, o Torcedores.com mostrará os fatos que fizeram a 36ª rodada ser espetacular do começo ao fim.

LEIA TAMBÉM:
Brasileirão 2015: confira a classificação do segundo turno
Confira a classificação atualizada do Brasileirão após a rodada

Passeio do H-E-X-A!


Nem mesmo o mais otimista torcedor do Corinthians acreditava que seu time reserva pudesse enfiar a maior goleada na história dos clássicos diante do São Paulo. Os 6 a 1 no Majestoso, em Itaquera, carimbaram a faixa do clube seis vezes campeão. Até o contestado Romero caiu nas graças da Fiel com dois gols e um pênalti sofrido para o gol de Cristian. Quer mais? Cássio ainda agarrou um pênalti de Alan Kardec no finzinho. A festa (surpreendente, é bem verdade) estava mais do que completa.

Beijo de cinema

Tite e esposa
O técnico Tite foi surpreendido na entrevista coletiva após o massacre sobre o São Paulo por sua esposa Cris na multidão de jornalistas. Escondida, ela perguntou ao marido antes de subir ao palco e beijá-lo na cena mais romântica do dia em Itaquera. Melhor que a capirinha, hein, doutor Adenor?

Lado bom 


Você ficaria impressionado se no final do dia, após levar de 6 do rival, sofrer pressão de organizadas no seu CT e aguentar piadinhas de todos os lados, o São Paulo aparecesse ainda no G-4? Pois é. O Tricolor, por incrível que pareça, ainda é o quarto colocado do campeonato com 56 pontos, beneficiado pela derrota do Santos diante do Coritiba.

Ainda dá!?!?

Lucas Barrios do Palmeiras x Cruzeiro no Allianz Parque
O Palmeiras emplacou uma queda livre impressionante no Brasileirão. O time de Marcelo Oliveira não vence desde a 31ª rodada, quando fez 3 a 1 diante do Avaí, em Florianópolis. De lá para cá, foram três derrotas e dois empates que fizeram o Verdão estacionar em 10º lugar, com 50 pontos. Mas, MATEMATICAMENTE falando, a equipe alviverde ainda pode se classificar para a Libertadores de 2016 via-Campeonato Brasileiro. Para terminar no G-4, a chance é de QUASE ZERO, e no G-5, a probabilidade é 0,1%, segundo o site Chance de Gol.

Goleiro linha


Diego Oliveira foi “O CARA”, no último domingo, em empate por 1 a 1 entre Flamengo e Ponte Preta. O meia da Macaca entrou no segundo tempo de jogo e marcou o gol que igualou o placar diante do Rubro-Negro em Brasília. Depois o sujeito foi “forçado” a ir para o gol, já que Marcelo Lomba se machucou após o time ter feito as três substituições. Para quem já imaginava que a “vaca ia para o brejo”, não é que Diego se portou bem debaixo da trave? Com direito a uma super defesa no finzinho em falta cobrada por Ayrton.

Tão perto, tão longe…

22925788330_a465f63b31_b
O jogo entre Joinville e Vasco era tratado como o mais decisivo da rodada, pois rebaixaria um ou mesmo os dois times para a Série B. O Cruz-Maltino levou a melhor ao vencer por 2 a 1, fora de casa, e no fim da partida estava a apenas um ponto de sair do Z-4. Entretanto, com a vitória do Coritiba horas mais tarde contra o Santos, os vascaínos ficaram de novo a três pontos de sair da zona de rebaixamento. O problema é que o time não poderá deixar a rabeira na próxima rodada, independentemente do resultado contra o Peixe em São Januário, pois mesmo que Coritiba e Figueirense perderem, o saldo do Vasco é muito pior que dos concorrentes. Para se salvar, somente na última rodada e vencendo (além do Santos) também o Coritiba no Couto Pereira. Será que dá?

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Divulgação/CBF



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.