Cinco jogadores que podem definir o Gre-Nal 408

Crédito da foto: Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio.

A bola rola para Inter e Grêmio às 17h deste domingo, no Beira-Rio, pela eletrizante reta final de Campeonato Brasileiro. Se o tricolor ainda precisa de alguns pontos para se garantir de vez na Libertadores, o colorado deposita suas últimas fichas para tentar entrar na zona de classificação à maior competição do continente. Ingredientes não faltam para mais um grande jogo. Veja cinco nomes que podem definir a partida.

MAIS GRE-NAL:

Você sabia que o primeiro Gre-Nal da história do Beira-Rio terminou em pancadaria?

10 Gre-Nais que justificaram a fama do clássico

Gre-Nal falado: relembre provocações que ajudaram a apimentar o clássico

Danrlei fala sobre o clássico e provoca: “Adorava ver o amor dos colorados por mim”

Veja o que mudou na dupla Gre-Nal 100 dias depois do clássico dos 5×0

D’Alessandro: Referência técnica do Inter há muitas temporadas, D’Ale sabe que está devendo uma grande atuação e vê no Gre-Nal deste domingo uma oportunidade para calar os críticos e reforçar sua idolatria com os colorados. Em clássicos, sua estrela sempre brilhou. O jogo promete ser tenso, truncado e resolvido no detalhe, e uma bola parada pode definir. A perna esquerda do argentino sabe disso.

Vitinho: Na ausência de Valdívia, artilheiro e principal jogador do Inter na temporada, Vitinho é a principal figura do ataque do Inter e tornou-se a esperança de gols da equipe de Argel Fucks. O atacante tem um mérito indiscutível: não se omite. Pega a bola, parte para cima, tenta o drible e bate para o gol. Em um duelo do tamanho de um Gre-Nal, jogadores com essa personalidade podem se sobressair.

Luan: Principal jogador do Grêmio no Brasileirão, Luan tem sido uma pedra no sapato do Inter e mostra que, assim como D’Alessandro, também sabe brilhar contra o rival. No Gre-Nal dos 4×1, na Arena, no ano passado, foi um dos principais jogadores em campo e autor do primeiro gol. Esse ano, nos 5×0, voltou a ser protagonista e teve atuação de encher os olhos. Mais experiente e maduro, certamente será dor de cabeça para a defesa colorada logo mais.

Douglas: O camisa 10 tricolor está em débito com a torcida gremista quando o assunto é Gre-Nal. Embora tenha jogado bem assim como todo o time nos 5×0, Douglas acabou errando um pênalti quando estava 0x0 e poderia ter se tornado o vilão daquela tarde. No esquema de Roger, o meia tem papel de destaque e surpreende a todos pela regularidade e assiduidade em campo.

Giuliano: O ex-colorado, definitivamente, se encontrou com a camisa tricolor na temporada de 2015. Depois de um péssimo começo, o meia cresceu de produção, virou presença fixa em praticamente todos os jogos e surge como válvula de escape no esquema montado por Roger. No primeiro turno, é de Giuliano o lindo gol que abre o placar contra o Inter. Ele já mostrou que pode resolver.

Crédito da foto: Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio.

 

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.