Com gol no último lance, Jorge Luiz salva derrota do Linense na final da Copa Paulista

Com muita emoção nos minutos finais e com raça de sobra, o Linense empatou contra o Ituano no jogo de ida por 2×2 e a decisão fica para o jogo de volta.

O Linense abriu o marcador logo aos 5 minutos, com gol de pênalti de Thiago Humberto, enquanto o Ituano empatou o jogo na segunda etapa, com gol marcado pelo atacante Marcão. Perto do fim, Claudinho fez boa jogada e virou o jogo ao time de Itu. Mas no último lance, o Linense empatou com Jorge Luis. O jogo de volta acontece á 19h do próximo sábado, em Itu, no Novelli Júnior.

O Jogo

Aos quatro minutos de jogo, o Linense teve a primeira chance do jogo e que chance: Renato cometeu falta em Thiago Humberto dentro da área. Na cobrança, Thiago Humberto converte e abre o placar em Lins. Aos 10’, mais uma boa oportunidade do time de Lins: Gabrielzinho deixa a marcação para trás na velocidade, chuta cruzado, mas a bola vai para fora, à esquerda do goleiro Fábio.

No minuto de 16, o Ituano teve uma baita chance, mas desperdiçou, Gilberto apareceu pela esquerda, invadiu a grande área e prefere o chute direto a rolar para Marcão, livre. A bola vai para fora. Aos 34’, foi a vez de Galetti fazer a defesa e salvar: Guilherme recebe bom passe em profundidade. O goleiro Galletti sai nos pés do atacante Ituano e consegue ganhar na dividida. Pacheco tenta aproveitar a sobra, mas a defesa tira.

Aos 3’minutos da segunda etapa, o Ituano ficou com um a menos, João Paulo fez outra falta dura, recebeu o segundo amarelo e foi expulso do jogo. Mas a expulsão não mudou a vida do Ituano, que chegou ao gol aos 8 minutos: Claudinho fez boa jogada pela esquerda e cruza para Marcão. O atacante cabeceou de peixinho e deixou o jogo empatado no Gilbertão.

O Linense quase se colocou na frente do placar aos 15’, mas a arbitragem impediu, Gabrielzinho ganhou na dividida e tentou chutar. A bola desviou na zaga do Ituano e sobrou livre para Maycon, que faz o gol, mas estava impedido. Três minutos depois, nova chegada do Linense e o gol não saiu: Gabrielzinho ganhou na velocidade, matou no peito e avançou. A bola correu demais e Fábio, goleiro do Ituano, saiu para dividir.

Quando parecia que o Elefante iria fazer o segundo, o Ituano virou o placar, Claudinho puxou o contra-ataque no setor esquerdo, cortou para o meio e soltou a bomba. Galletti falhou feio e a bola entrou calmamente. Aos 38’, outra gol anulado do Linense: Em cobrança de falta, a bola  foi para a área do Ituano. Ela foi desviada na primeira trave e sobrou para Aidar, que empurrou para as redes. A arbitragem aponta a posição ilegal.

O penúltimo lance do jogo foi sensacional, mas a torcida do Linense parou no UH: Lucy recebeU um ótimo cruzamento no segundo pau e finalizou sozinho. Fábio fechou o ângulo e a bola bateu na trave, quase. Mas na raça, o Linense conseguiu o gol: Após boa trama, Aidar recebeu pela direita e cruzou no segundo pau. O zagueiro Jorge Luiz recebeu sozinho e cabeceou para deixar tudo igual.

Ficha Técnica

Local: Gilberto Siqueira, em Lins (SP)

Data: 21 de novembro de 2015, sábao

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: José Claudio Rocha Filho (SP)

Assistentes: Alberto Poletto Masseira (SP) e Fausto Auguto Viana Moretti (SP)

Cartões amarelos: Renato(Ituano), Marcelo Pé(Linense)

Cartão vermelho: João Paulo(Ituano)

GOLS:

Linense: Thiago Humberto, aos 4’ e Jorge Luiz, aos 51’

Ituano: Claudinho, aos 30’ e Marcão, ao 8’

Linense: Galetti; Tavares, Marcelo Pé, Jorge Luiz e Gedeilson(Léo Torres); Juninho Ortega(Tardelli), Maycon, Thiago Humberto e Alex Barros; Gabrielzinho(Lucy) e Rafael Aidar

Técnico: Moisés Egert

Ituano: Fabio; Pacheco, Renato, Naylhor e João Paulo; Jonatan Lima, Simão, Gilberto, Guilherme(Dick); Marcão(Darlan) e Claudinho(Zambi)

Técnico: Tarcisio Pugliese

Foto: Reprodução/ André Deco



Nascido em Sorocaba, acompanha futebol desde os 8 anos e é apaixonado pelo europeu. Tem simpatia pelo Argentino e também gosta muito do Brasileiro. Basquete é outra opção boa.