Comentarista do SporTV é contra férias antecipadas a jogadores de futebol: “não é ético”

Foto: Reprodução/Sportv

O Corinthians pode garantir o título brasileiro no próximo domingo com quatro rodadas de antecedência. Na iminência da conquista, o clube já analisa a possibilidade de antecipar as férias de alguns jogadores, visando uma pré-temporada mais frutífera. Para André Loffredo, comentarista do SporTV, tal decisão não seria ética por enfraquecer o time para enfrentar outros adversários nas últimas rodadas.

LEIA MAIS:
Opinião: Não só Tite, mas toda a comissão técnica do Corinthians merece aplausos
Listamos os sete jornalistas esportivos mais polêmicos do Brasil

“Acho que não é ético você enfraquecer o seu time para enfrentar outros adversários. Antes, não havia condição de ter uma boa pré-temporada. Agora, o calendário está um pouquinho mais ajustado. O campeonato acaba 6 de dezembro, e as equipes terão tempo de voltar no começo de janeiro, após 30 dias de férias, e fazer um treinamento para o início dos estaduais (no caso do Corinthians, o Campeonato Paulista)”, disse Loffredo durante participação no programa Seleção SporTV, nesta quinta-feira.

“Quando não havia esse tempo, o clube tinha que se preparar para o ano que vem. Então, liberava o pessoal para iniciar mais cedo, tendo uma preparação melhor aproveitando a boa temporada que fez. Agora, acho que não tem motivo, não tem justificativa. Dar férias antecipadas por quê? Eles vão ter 30 dias de férias no fim do ano. Mas acho que alguns reservas terão mais tempo de jogo, por exemplo o Danilo, que jogou pouco no campeonato. Não acho certo que se dê férias na atual situação do calendário brasileiro, mas entendo que se poupe alguns jogadores”, completou.

MaurÍcio Noriega, companheiro de programa, pensou da mesma forma e destacou que até a última rodada no dia 6 de dezembro o jogador precisa ter compromisso com o campeonato por questão de ética e competitividade.

“O campeonato tem dia para começar e para acabar. Não está escrito no regulamento que pode acabar antes. O compromisso do jogador com o clube é de ir até o final. O Tite vai sair de férias? Não vai, vai continuar treinando os caras até o final. Se ele quiser deixar o cara no banco, não quiser convocar para o jogo, é outra história. O compromisso que o jogador tem é até o último dia do campeonato, por uma questão de esportividade, de ética, de seriedade, de credibilidade da competição”, disse Noriega.

O Corinthians pode garantir matematicamente o título do Brasileirão neste final de semana desde que que vença o Coritiba, no sábado, em Itaquera, e o Atlético-MG não derrote o Figueirense, domingo, em Florianópolis.

foto: Reprodução/SporTV



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)