Dirigente da Ponte Preta condena atitude de Argel: “Jamais vai trabalhar aqui”

Argel Fucks
Ricardo Duarte / Internacional

A Ponte Preta saiu na bronca com o Internacional e com o técnico Argel Fucks depois da derrota por 1×0 nesse sábado, no Beira-Rio. Na avaliação do clube paulista, houve falta de Fair Play por parte dos gaúchos na origem da jogada do gol de Vitinho, já próximo ao final do jogo.

MAIS INTER:

Cinco leituras obrigatórias para todos os colorados

Na saída de campo, muita confusão marcou a entrada das equipes nos seus respectivos vestiários. Os seguranças tiveram trabalho para conter os mais exaltados. Giovanni Dimarzio, vice da Ponte Preta, elegeu o responsável por toda essa situação. Segundo ele, Argel teve uma “atitude lastimável” ao permitir que o Inter seguisse com a bola.

“Lamentável o que aconteceu. Foi uma atitude deplorável do treinador Argel. Ele demonstrou que não tem a mínima condição de trabalhar no futebol. Como pode não estimular seu time a fazer Fair Play? É princípio básico. Posso dizer tranquilamente que é um treinador que jamais vai trabalhar na Ponte Preta”, garantiu o dirigente.

Com o resultado, a Ponte parou nos 50 pontos e ficou um pouco mais distante da briga pelo G4. Já o Inter segue firme na luta por uma das vagas na Libertadores e, com 53 pontos, aguarda os confrontos de Santos e São Paulo nesse domingo para se igualar na briga.

Crédito: Divulgação/Inter.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.