Fabio quase descarta G4 para o Cruzeiro, mas já pensa em títulos para 2016

escalação cruzeiro
Crédito da foto: Site oficial do Cruzeiro

O goleiro Fabio renovou o contrato com o Cruzeiro e manteve sua idolatria para com os torcedores do clube. Agora, já se permite falar sobre 2016 – e pensa em títulos.

Praticamente descartando o G4 nesta edição do Brasileiro, após o empate com o Palmeiras na última rodada, ele ao menos se mostra confiante no trabalho de Mano Menezes para a próxima temporada.

“O Mano está há pouco tempo com a gente e fazendo um trabalho bom, concreto. Isso dá um gosto bom para a gente pensar em 2016. Fica a angústia de não ter feito um primeiro turno bom, se tivesse feito, a gente teria mais possibilidade de brigar pelo G4”, comentou, durante entrevista coletiva na Toca da Raposa II.

Mesmo assim, ele assume que o sonho do G4 estava forte no elenco e lamentou a quase saída da briga: “A gente tinha condição de estar mais próximo, principalmente pela última rodada. Na penúltima rodada a gente fez o resultado e nos favoreceu. Nesta rodada não nos ajudou, não conseguimos o resultado. Mas contra um time grande, pressionado, o empate fora de casa não é um resultado ruim. Mas na circunstância foi ruim, como em outros empates, pela necessidade de vitórias para aproximar ainda mais do G4.”

O Cruzeiro chegou a 52 pontos, em 8°. O São Paulo, atual quarto, tem 56 – faltando seis pontos em disputa.

Fabio, então, comenta que o começo do campeonato é o culpado pela distância. “A gente tem de tirar lições, dentro do Brasileiro tem de ter equipe equilibrada desde o começo da competição, se não fica difícil almejar título. Tivemos começo difícil, somamos poucos pontos e isso complica para subir na tabela”, afirmou.

“E nas outras competições precisamos focar ainda mais. Tínhamos grande possibilidade de brigar pelo título do Brasileiro e da Libertadores. Certos detalhes foram cruciais para a gente não conseguir. Temos de tirar de parâmetro para ter um 2016 diferente e voltar a brigar por títulos”, completou o goleiro.

Foto: Site oficial do Cruzeiro



Jornalista esportivo.