Final da Copa do Brasil: Análise tática de Palmeiras e Santos

Nesta quarta feira Palmeiras e Santos iniciam a busca do título da Copa do Brasil. O jogo hoje será na Baixada Santista `as 22 horas. Após pouco mais de um mês as equipes voltam a atuar nesse campeonato. Vamos ver como cada equipe entrará em campo, as análises e táticas para essa batalha.

LEIA MAIS: Santos e Palmeiras duelam por hegemonia de títulos nacionais

Santos
O técnico Dorival Júnior deverá entrar em campo com a seguinte escalação: 1- Vanderlei, 4- Victor Ferraz, 14- David Braz, 6- Gustavo Henrique, 37- Zeca, 29- Thiago Maia, 8-Renato, 31- Marquinhos Gabriel, 20- Lucas Lima, 10- Gabriel e 9- Ricardo Oliveira. A formação será no 4-2-3-1. A única dúvida é na lateral direita, Victor Ferraz está voltando de contusão, mas jogou no último fim de semana da partida do Brasileirão e não deverá ser problema.

IMG_1224

O Santos deverá colocar muita pressão na saída de bola do adversário, já que esse vem sendo o maior problema do Palmeiras, a ligação direta de zagueiros, laterais e até do goleiro para os atacantes, sem passar a bola pelo meio campo. Com 1,95m Gustavo Henrique é peça fundamental para essa disputa da segunda bola, para ganhar de cabeça e conseguir tocar a bola para algum companheiro, e ainda ajudará muito nas cobranças de bolas paradas na área do Santos, dessa forma saíram a maioria dos gols feitos pelo adversário.
Zeca e Renato serão os encarregados de parar a revelação do time da capital Gabriel Jesus. Pelo outro lado Victor Ferraz e Thiago Maia ficarão na marcação em Dudu.
Com a bola nos pés do Santos, Renato deverá partir para o ataque dando mais um opção para os passes de Lucas Lima. Thiago Maia deverá cobrir o volante e centralizar, compactando a marcação defensiva.
Com os dois laterais adversários pendurados por cartões amarelos, Dorival deverá buscar mais jogadas pelas pontas com Gabriel e Marquinhos. Na minha opinião o alvi-verde deverá jogar a próxima partida sem seus dois laterais titulares.
O entrosamento, a velocidade e o poder de finalização são as grandes armas do time santista nessas finais e já foram assim nas semifinais contra o São Paulo, tanto em casa como fora. Lucas Lima e companhia estão com 100% de aproveitamento em casa após a chegada de Dorival.

Palmeiras
O técnico Marcelo Oliveira deverá colocar em campo os seguintes atletas: 1- Fernando Prass, 32- Lucas, 26- Jackson, 31- Vitor Hugo, 11- Zé Roberto, 36- Matheus Sales, 5- Arouca, 27- Robinho, 7- Dudu, 33- Gabriel Jesus e 8- Lucas Barrios. A formação é a mesma do adversário o 4-2-3-1. A única dúvida é saber se Arouca terá condições de atuar os 90 minutos após voltar de lesão.
O Palmeiras tentará atacar sem dar muitos espaços para os contra ataques rápidos dos santistas. Arouca deve ser o responsável pela marcação em Lucas Lima, e assim Matheus Sales deverá ser a opção de volantes que contribuirá com o ataque.

IMG_1226

Mesmo com a pressão santista o Verdão deverá tentar sair com a bola nos pés, com Zé Roberto, Arouca e Robinho que deverá recuar algumas vezes na intermediária para receber essa bola sem marcação. A escolha de Zé Roberto na lateral esquerda é para ser mais uma dessas opções na saída de bola.
Oliveira deve ter alertado os jogadores para que Lucas Lima receba um cartão amarelo e assim ficará de fora do jogo na casa do Verdão.
Um problema do time é o nervosismo, e assim tentar não perder a cabeça no jogo e assim não ter as peças principais para a próxima partida. São os casos de Dudu e Robinho.
A esperança verde tem o nome de Gabriel Jesus, e poderá dar muitas dores de cabeça jogando nas costas do lateral Zeca, e conseguindo alçar bolas para Lucas Barrrios finalizar em gol.
O técnico do Palmeiras disputa sua quarta final de Copa do Brasil em cinco anos, mas nunca venceu a competição.

Foto: Reprodução Site CBF/ Rafael Ribeiro



Sou pai dos gêmeos Guilherme e Rafael e marido da Sabrina. Sou arquiteto e apaixonado por esportes, quase fui tenista profissional, além de tênis o futebol também é uma paixão.