Hoje no Corinthians, Vagner Love critica Palmeiras de 2009: “aqui não tem vaidade”

artilheiros
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Integrante do elenco do Palmeiras em 2009, que perdeu o título do Brasileirão após liderar por 17 rodadas, o atacante Vagner Love, hoje no Corinthians, comparou as equipes e encontrou a diferença entre os plantéis: a vaidade.

LEIA MAIS
OAB SP promove palestra para árbitros sobre reparação de danos morais no esporte
Wesley diz que Palmeiras atrapalhou sua temporada e revela torcida pelo Santos na Copa do Brasil
Mercado da bola: saiba quem pode chegar e sair do Palmeiras

Se hoje o atacante corintiano tem a chance de se sagrar campeão brasileiro, o mesmo não pode fazer em 2009, quando jogava pelo Palmeiras. Na época, o Verdão era tido como um dos times mais fortes do Brasil, favoritíssimo ao caneco do Brasileirão após liderar por 17 rodadas, mas uma crise na reta final fez com que o clube sequer figurasse dentro do G4, no ano que virou uma espécie de “mico” no clube alviverde.

Hoje no Corinthians, Vagner Love vive situação similar: pode ser campeão após liderar mais da metade do campeonato, além de estar longe de qualquer crise no time alvinegro. A diferença? O próprio jogador explicou ao UOL Esporte.

“[A diferença] é a vaidade. Um jogador não querer correr pelo outro, às vezes até em um treino. Aqui é diferente, todos correm por todos, discutem, brigam, mas no fim de jogo se abraçam. No treino temos de nos cobrar para acontecer. Estamos de parabéns por isso. Aqui não tem vaidade. Se o Jadson perde uma bola, tenho de correr por ele. No fim do jogo, é amizade”, comentou Love, deixando nas entrelinhas que a vaidade foi um problema no Palmeiras de 2009.

Na época, diversos conselheiros do Palmeiras acusaram o próprio Vagner Love de ser um dos principais responsáveis pelo racha sofrido no elenco no momento mais importante da temporada. Torcedores também o criticavam muito por eventuais “noitadas” do atacante, reclamações que se tornaram agressão física ao jogador em dezembro de 2009, quando Love saía de uma agência bancária próxima ao estádio palmeirense.

Foto: Daniel Augusto Jr / Ag. Corinthians / Divulgação