Ídolo do Palmeiras, Alex conta que gostava do Corinthians e do Neto

Foto : Reprodução

Alex conta em sua biografia, lançada no último dia 10 que gostava do Corinthians e do Flamengo quando criança. Em outro momento de sua vida, o craque se chamava de Neto, por ser fã do jogador.

Em um dos parágrafos de seu livro, Alex explica: “Não vi o Coritiba campeão brasileiro de 1985. As lembranças que tenho são do rádio e da folia no bairro. Na verdade, eu nem era Coritiba. Gostava do Flamengo e do Corinthians, os times da moda. O Flamengo do Zico e o Corinthians do Sócrates, da ‘Democracia’. Já o meu pai sempre foi santista doente, por causa do Pelé, enquanto minha mãe se dizia corintiana”.

LEIA MAIS: 
Desimpedidos tenta provocar Alex com camisa do Manchester e ex-palmeirense mita na resposta
Alex diz que assistiu a Copa de 2002 bêbado e que não perdoa a “pessoa Felipão”

Alex é querido por onde passou e também por onde jamais esteve como jogador. Foi isto que o Torcedores.com pôde perceber enquanto esteve presente no lançamento de seu livro Alex, A Biografia, lançado no último dia 10 na Livraria Cultura em São Paulo. Corintianos, são-paulinos e até mesmo fãs turcos e a imprensa deste país que o jogador passou por muitos anos estavam presentes para prestigiá-lo. Pela localização e identificação, evidentemente a torcida do Palmeiras era a maioria absoluta.

Um dos principais jogadores da Libertadores da América em 1999, ano em que o Palmeiras sagrou-se campeão, Alex, especialista em cobranças de faltas, também conta em seu livro que em determinado momento de sua infância se denominava Neto, em referência ao ex-jogador do Corinthians.

“Sempre me cobrei para aprender bater faltas. Nas peladas, metia gol pra caramba dessa maneira. Comecei a me chamar de Neto; achava que ele batia na bola como ninguém. O Zico estava de saída para o Japão e era destro, por isto eu gostava do Neto, do Pita, apreciava os canhotos. Como o Rivellino, que ainda desfilava o seu talento pela seleção masters”, conta Alex.

O livro, escrito por Marcos Eduardo Neves, conta diversas outras curiosidades da carreira de Alex, inclusive os momentos de seus muitos títulos conquistados por Cruzeiro, Palmeiras, Fenerbahce, Coritiba e seleção brasileira.