Liverpool passeia em pleno Etihad Stadium

MANCHESTER, ENGLAND - NOVEMBER 21: Jurgen Klopp, manager of Liverpool applauds the supporters after his team's 4-1 win in the Barclays Premier League match between Manchester City and Liverpool at Etihad Stadium on November 21, 2015 in Manchester, England. (Photo by Alex Livesey/Getty Images)

Em um final de semana rodeado de clássicos  por todo o mundo. A tarde deste ultimo sábado (21), teve na Inglaterra, sua atenção  voltada para o clássico da 13ª rodada da Barclays Premier League, entre o líder Manchester City e o 10º colocado Liverpool do técnico Jürgen Klopp.

O Manchester City pensando somente na liderança da competição teve uma boa noticia para esta partida, a volta do seu camisa 10, o atacante argentino Kun Agüero, que estava há algumas semanas lesionado. Nicolás Otamendi e Vicent Kompany, atual dupla de zaga da equipe foram as ausências.

Pelos lados dos Reds, os brasileiros Lucas Leiva, Philippe Coutinho e Roberto Firmino, que estão cada vez mais, se mostrando, peças principais da equipe, tinham como certo os seus lugares entre os onze titulares.

E com o trio “brasuca” em campo, a equipe do Liverpool deu um show na goleada por 4 a 1 sobre o City, e com participação direta dos brasileiros nos três primeiros gols. Recuperado de lesão Kun Agüero foi o responsável pelo único gol dos donos da casa, mas Skrtel ainda fez mais um e sacramentou a goleada a favor dos Reds.

No jogo, logo aos 7 minutos de jogo, Philippe Coutinho rouba a bola do lateral francês Bacary Sagna, e aciona Roberto Firmino, que ao tentar tabelar com o camisa 10 do Liverpool,  e interceptado pelo zagueiro Mangala, que ao tentar cortar o passe botou para o fundo do gol, deslocando o goleiro Joe Hart.

Com uma zaga muito vulnerável e sem ritmo de jogo, o City sofria na saída de bola e outra vez em uma roubada de bola de seus zagueiros, Firmino ganha a bola de Mangala e deixa Coutinho livre para marcar o segundo do Liverpool, em apenas 20’ minutos de jogo.

Os  2 a 0 a favor dos Reds fez com que os Citizens se perdessem em campo, que passaram a falhar muito nas construções de jogadas. Com muito espaço em campo, a equipe do técnico alemão fez o terceiro aos 30’ minutos de jogo. Philippe Coutinho soltou uma bomba de fora da área e Joe Hart defendeu. Na sequencia do lance, Emre Can, passou de calcanhar e deixou Coutinho de novo frente a frente com o goleiro Hart, mas o camisa 10 do Liverpool quis retribuir o bom passe do segundo gol e rolou retribuindo o presente, para Roberto Firmino, que sem ninguém só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Com um placar elástico os Reds relaxaram um pouco na partida e viu Kun Agüero diminuir ainda no primeiro tempo. Aos 45, o atacante argentino puxa a bola para a perna direita e em um belo chute acerta o canto esquerdo do goleiro Mingolet.

Na volta para a segunda etapa à expectativa para uma grande reação da equipe da casa era imensa, pois a liderança do campeonato estava em jogo para o Citizens, que naquele momento, já tinha sido ultrapassado pelo Leicester City e o arquirrival Manchester United.  Mas para isso, a equipe do chileno Manuel Pelegrino teria que adotar uma postura mais ofensiva, e assim deixaria ainda mais espaço para o Liverpool ampliar o placar.

E com muito espaço em campo, o Liverpool conseguiu aproveitar suas boas chances criadas, mas sempre era parado em Joe Hart, que apesar dos três gols, era o grande nome do segundo tempo, evitando uma goleada ainda maior.

Para fechar o placar, depois de cobrança de escanteio e bate-rebate dentro da área, Skrtel fuzilou e decretou o resultado final da partida. Liverpool 4 a 1 Manchester City.

A vitoria dos Reds deixou a equipe em 9º lugar com 20 pontos conquistados. Os Citizens com a derrota caíram duas posições, ficando com na terceira colocação.

Crédito da foto: Getty Images



Sou um blogueiro/Colunista do PSArsenal fanático pelos Gunners (Arsenal FC). Apesar de novo e sem experiencias jornalisticas, busco o bom vocabulário para apresentar meus conhecimentos do mundo da bola.