Marcelo Melo conquista Masters de Paris e estende série vitoriosa; confira

Peter Staples/ATP/Divulgação

Se Novak Djokovic vem dominando a largos passos o circuito de simples, não é exagero algum falar que Marcelo Melo é o rei nas duplas. Neste domingo, o mineiro confirmou o excelente momento que atravessa na temporada ao vencer o Masters 1000 de Paris ao lado do parceiro Ivan Dodig. A parceria brasileiro-croata derrotou na decisão em Paris-Bercy o par composto por Vasek Pospisil (CAN)/Jack Sock (USA) por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 6/3 e 10-5.

LEIA TAMBÉM:
Incrível! No Masters 1000 de Paris, tenista toma café durante a partida; assista

O caneco em Paris foi o quarto seguido de Melo nessa reta final de temporada, ou seja, são 16 vitórias consecutivas. Nas últimas semanas, o brasileiro conquistou o ATP 500 de Tóquio, o Masters 1000 de Xangai, ambos com o sul-africano Raven Klaasen, e o ATP 500 de Viena com o polonês Lukasz Kubot. Aliás, foi na Áustria, que o gigante de 2,03m assegurou o posto de número 1 do mundo, ultrapassando os irmãos Bob e Mike Bryan.

Em Paris, Melo conseguiu outra façanha: ele será o segundo brasileiro na Era Aberta (desde 1968) a terminar uma temporada no topo do ranking, independentemente do resultado no ATP Finals de Londres, que começa no próximo dia 15. Antes, só Gustavo Kuerten havia fincado a bandeira do Brasil na última semana do ano, em 2000. À época, Guga conseguiu o feito após vencer a Masters Cup de Lisboa (hoje ATP Finals), derrotando Pete Sampras e André Agassi nas rodadas finais.

A final de Paris-Bercy foi a de número 37 de Melo, que já tem 19 títulos na carreira e seis em 2015, incluindo o ATP 500 de Acapulco e Roland Garros no primeiro semestre, ambos com Dodig.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Peter Staples/ATP/Divulgação



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.