MotoGP define seu campeão no domingo

Fonte: Instagram Valeyellow46

Desde 1992 que a categoria rainha do mundial de motovelocidade não via uma final de campeonato tão apertada. Depois de 23 anos, cá estamos nós, meros mortais, fanáticos pelo motociclismo diante de uma das mais (se não a mais) polêmica decisão do mundial de motovelocidade.

LEIA MAIS: Nakamoto dize que Marquez não diminui ritmo para prejudicar Rossi

Como todos sabem, a confusão começou entre Rossi e Marquez ainda na pista durante o Grande Prêmio da Malásia e não parou mais. Rossi foi punido e condenado a largar em último na prova Valenciana, o multicampeão italiano recorreu, mas teve seu pedido negado na última quinta-feira (05/11) e vai largar mesmo no final do grid da prova espanhola.

A Honda acusou Valentino de chutar Marquez, Rossi por sua vez disse que o pé escorregou da pedaleira da moto dando a impressão de havia chutado o adversário. Notas oficiais das duas montadoras japonesas (Honda e Yamaha) trocaram acusações, ambas defendendo seus pupilos.

Essa semana veio à tona que Lorenzo pediu para participar do julgamento que poderia absolver Rossi de largar na última fila, a Yamaha disse que não sabia do pedido e se sentiu desconfortável com essa situação. O clima na garagem da equipe pesou.

Ainda falando sobre Lorenzo, o espanhol era patrocinado por uma marca italiana de relógios que achou por bem encerrar seu vínculo com o piloto alegando que sua política não condizia com os recentes acontecimentos antidesportivos ocorridos em pista.

A disputa pelo título virou uma grande bagunça e quem se diverte com isso são os fãs da categoria. Os pilotos certamente estarão sobre pressão extra nesse final de semana, embora digam que o episódio já tenha passado, dificilmente não serão afetados pelo ocorrido na prova Malaia.

O governo espanhol declarou o GP de Valencia como um evento de alto risco, os pilotos por sua parte, enviaram mensagens de paz aos fãs e torcedores. Um grande policiamento será deslocado até o autódromo e lá permanecerá até a bandeira quadriculada ser agitada.

O que aconteceu na prova da Malásia como já ficou claro para muitos não teve apenas um culpado. Dani Pedrosa sumiu na frente, Lorenzo não foi páreo para o rival enquanto Valentino e Marquez se enroscaram de maneira errônea.

Lorenzo ao invés de ficar quieto, deixar a coisa fluir quis fazer polêmica, dizer que Rossi merecia punição mais severa e ainda quis participar do julgamento do companheiro multicampeão na corte arbitrária do esporte, a meu ver, foi um erro, afinal ele não tinha nada com essa história, uma vez calado sairia como grande favorito ao título.

Rossi por sua vez declarou que deveria ter corrido mediante a sua linha, sem se envolver em polêmicas. Condenado a largar em último no GP Valenciano o italiano disse que será uma prova difícil, mas que não fará previsões “temos que lutar até o fim”.

Marquez não espera um pedido de desculpas de Valentino, mas se mostrou disposto a conversar com o italiano multicampeão, enquanto que Pedrosa já disse que quer vencer mais uma e fechar o campeonato com chave de ouro.

Confira uma volta onboard no circuito de Valência, palco da grande final da MotoGP 2015

O primeiro treino livre para a grande final do campeonato foi dominado por Marquez. Lorenzo foi segundo, Pedrosa terceiro e Rossi apareceu somente em quinto.

A MotoGP começa a dar início ao fim de 2015. Em uma prova que será certamente emocionante. Não se tem notícias sobre previsão climática para domingo. A única verdade é que esperamos uma prova alucinante, lutada do começo ao fim, como deve ser uma final de campeonato. Teoricamente Honda e Yamaha possuem as 4 melhores motos do grid e ultrapassar na MotoGP é muito mais fácil do que em corridas de carros. A Honda diz que quer vencer o GP Valenciano com uma dobradinha, deixando a briga pelo título de pilotos entre os dois pilotos da Yamaha, caso consiga tal proeza provavelmente Lorenzo chegaria em terceiro seguido por Rossi em quarto. Se esse cenário se desenhar o italiano fatura o décimo título da carreira. É difícil? Sim. É impossível? Não.

Se você gosta de esporte à motor não pode ficar de fora dessa. A você torcedor que lê esse texto cabe uma mensagem: Evite disseminar raiva e ódio nas redes sociais, embora você torça para que algum piloto vença, isso não mudará sua vida de forma profunda, não seja intolerante com quem não torce pelo mesmo piloto que você, parabenize o vencedor. Curta a corrida que certamente entrará para história mundial do esporte. No futuro você poderá dizer a seus filhos e netos: “Eu assisti a maior final da MotoGP de todos os tempos” aprecie o esporte, é claro que após a bandeirada haverão torcedores tristes e felizes,  isso é comum, quem perder esse ano tem chances de vencer na temporada seguinte. Boa sorte aos postulantes ao título e que vença o melhor.



Serranegrense de 26 anos. Diferente da maioria dos escritores,não sou jornalista formado, e sim cientista, detalhe esse que não diminui minha paixão pela escrita automobilística. Apaixonado por esportes à motor desde criança, se há corrida passando na TV, paro pra assistir independente do que tenho pra fazer. F1, F-Indy, Motogp, Stock Car, Formula-E.