Mr Catra diz que quer ir a uma festa dos jogadores do Flamengo

Uma das figuras mais controvertidas do atual cenário musical brasileiro, Mr Catra, falou com o jornal Lance sobre o episódio que envolveu o afastamento de cinco jogadores do Flamengo do elenco principal.

Pará, Everton, Alan Patrick, Paulinho e Marcelo Cirino foram reintegrados nesta semana ao elenco rubro-negro e já voltaram a treinar e – segundo o declarado torcedor rubro-negro e aniversariante de hoje -, o quinteto não merecia punição e sim apoio por parte da direção.

“Eu não puniria, tá ligado? eu trocaria uma ideia com os moleques. O Flamengo tem que amparar os caras. Aquilo não pode ser um exército”, falou o cantor, que admitiu ter sido proprietário da casa onde aconteceu a balada.

“Os moleques foram lá uma vez e festejaram. Não é por causa disso que o Flamengo está mal. Como eu disse, o futebol perdeu a alegria, o bagulho era mais maneiro. Eu não reprovo, não. Romário era baladeiro e era o Romário. Ronaldinho era o Ronaldinho. Só não pode atrapalhar a carreira. Pô, tá ligado?”, comentou.

Catra lembrou do elenco rubro-negro de 2009, que levantou a taça do Campeonato Brasileiro e tinham jogadores que gostavam de uma festa nos seus momentos de folga.

“Para mim, o último grande título do Flamengo foi o Brasileiro de 2009. Com quem a gente ganhou? Adriano, Sheik, Bruno… Era uma galera boa, né, malandro? Hahaha”, brincou o musico, que ainda fez um pedido aos cinco jogadores que fizeram a famosa festa em Vargem Grande.

“A casa tem tudo que precisamos para curtir uma boa festa. E vocês sabem que eu gosto de uma. Se me chamarem, eu vou! Mas só tem uma coisa: não pode fotografar… Hahahaha”, concluiu.

Foto: Site oficial de Mr Catra