Mulher de Tite invade coletiva e entrega “recompensa” a treinador; assista

Desde que o Corinthians se sagrou hexacampeão brasileiro no meio de semana, após o empate com o Vasco, o técnico Tite enfatizou que grande parte de seu mérito veio graças ao apoio incondicional da família. Pois bem, nesse domingo, após a goleada de 6 a 1 sobre o arquirrival São Paulo em Itaquera, o treinador do Timão teve “sua cereja do bolo” em entrevista coletiva.

LEIA TAMBÉM:
Andrés provoca Rogério Ceni: “Ele não vem aqui, vocês sabem disso”
Globo erra o placar da goleada do Corinthians sobre o São Paulo
Corinthians marca três no SP mais rápido que Palmeiras, mas demora mais que o Santos
Corinthians 6×0 São Paulo: confira os gols do massacre do Timão

Sentado e respondendo as perguntas dos jornalistas na sala de coletivas, Tite foi surpreendido por uma pergunta vinda de uma mulher, de voz conhecida do treinador, mas não daquele ambiente. “Tite, o que tu achou do título?”, questionou a mulher.

Tite, então, ficou quieto alguns segundos tentando reconhecer quem fizera a questão. Não esperou muito, já que sua esposa Rose Bacchi subiu ao palco da coletiva e deu os parabéns, ao vivo, para todo o Brasil. E lógico, com direito a um beijão no amado.

Veja a cena:

“Tentei fazer uma moral para ganhar dois dias na ‘night’, mas não rolou (risos). Não é novidade dizer que minha família é tudo. São as pessoas que dividem os momentos, dão sustentação nos momentos difíceis e curtem os momentos bons. Minha família é muito linda”, afirmou o treinador apaixonado.

Com o Brasileirão de 2015, Tite conquistou seu sexto título pelo Corinthians. Antes, venceu Brasileirão de 2011, a Libertadores e o Mundial de Clubes da Fifa, ambos em 2012, o Campeonato Paulista e a Recopa Sul-Americana de 2013. Ele já é o segundo treinador com mais jogos na história do clube (341), atrás apenas de Oswaldo Brandão (441 jogos).

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Reprodução/Youtube



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.