Opinião: É preciso questionar preparação física dos times no Brasil

Foto: Ricardo Duarte/ site oficial do Internacional

Muito se diz que nossos treinadores são ultrapassados, razão pela qual se defende a contratação de um estrangeiro para comandar a seleção brasileira. De fato, muitos de nossos técnicos não acompanharam a evolução do futebol e acabaram se perdendo no caminho. Mas o futebol precisa começar a questionar de maneira mais ampla: por que nossos jogadores se machucam tanto? Por que nossos times precisam escolher competições ao longo do ano?

É muito fácil, e por isso recorrente, dizer que nosso calendário é apertado, que não temos elencos fortes para disputar duas competições simultâneas. Mas não deixo de pensar na quantidade de desfalques que times como o Palmeiras apresentaram este ano. E em como o Santos não conseguiu dar sequência à sua arrancada no Brasileirão agora em novembro, com jogadores em menor rendimento que antes.

O correto seria que os times chegassem jogando muito nos momentos decisivos. O que vemos é uma queda absurda de rendimento. O Atlético-MG não conseguiu aproveitar as deixas que o Corinthians proporcionou em outubro e novembro para brigar pelo título. O Grêmio não passou do terceiro lugar. Santos e Palmeiras claramente escolheram a Copa do Brasil. O próprio Corinthians não pareceu lamentar muito a queda nessa competição, quando focou tudo e ganhou o Brasileirão.

Será que a preparação física não precisa virar mais o foco das nossas críticas? Ainda não temos elementos para avaliar, mas é nítido que faltam pernas aos jogadores na reta final todos os anos. O Cruzeiro de Marcelo Oliveira poderia ter vencido ou pelo menos complicado mais a vida do Atlético-MG na final da Copa do Brasil do ano passado. Perdeu claramente cansado pelo título brasileiro.

De um modo geral, essa deficiência do futebol brasileiro é justamente quem proporciona temporadas mais legais, sem domínio absoluto de um time. Corinthians e Cruzeiro poderiam ter sido campeões dos dois torneios nacionais mais importantes em 2014 e 2015. Não foram, e ninguém questionou o motivo.

Foto: Ricardo Duarte/ site oficial do Internacional



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.