Listamos os sete jornalistas esportivos mais polêmicos do Brasil

Santos
Divulgação

A imprensa esportiva brasileira é composta em parte por jornalistas que não têm papas na língua. Alguns profissionais não têm medo em expor suas opiniões polêmicas e assim viram alvos de críticas nas redes sociais e até de processos judiciais.

O Torcedores.com selecionou abaixo os jornalistas esportivos mais polêmicos do país:

Milton Neves: O mineiro de Muzambinho se auto-intitula o jornalista esportivo mais polêmico do Brasil. Em mais de 40 anos de carreira, Milton se envolveu em inúmeras polêmicas que lhe renderam alguns processos. É famoso o caso em que deu um chute na bunda do locutor Silvio Luiz, que durante uma edição do programa Raul Gil não tirou o chapéu para o colega de profissão. O apresentador da Band também teve problemas com Juca Kfouri e José Trajano, ambos cronistas da ESPN Brasil. Milton também não é bem visto por muitos torcedores de futebol. Recentemente, ele disparou várias críticas ao Corinthians. Incomodados, os torcedores alvinegros lideraram um boicote contra os anunciantes de seus programas.

Jorge Kajuru – O paulista de Cajuru é outro profissional com uma lista extensa de polêmicas. Em 2004, durante o programa “Esporte Total”, da Band, o jornalista teve discussão acalorada com o pugilista Marinho Soares. Por pouco, os dois não trocaram sopapos ao vivo. Não fosse a intervenção de produtores e do locutor Silvio Luiz, as coisas teriam sido piores. Kajuru é usuário assíduo do twitter e costuma emitir comentários polêmicos. Nos últimos dias, ele chamou o Esporte Interativo, emissora onde trabalhou até 2014, de “TV de Rodoviária”.

Flavio Gomes – O curioso é que na TV, o jornalista da FOX Sports adota uma postura mais contida. Já na rede social Twitter é um furacão. Vive batendo boca com torcedores. Em 2013, ele atacou o Grêmio e os gremistas, após ver a Portuguesa, o seu time do coração, ser prejudicada pela arbitragem durante partida do Campeonato Brasileiro. O episódio custou a sua demissão da ESPN. No mesmo dia de sua saída, Gomes concedeu entrevista ao UOL Esporte e disse ter ficado arrependido da “brincadeira”.

José Calil – Nos últimos meses, o comentarista da Rádio Transamérica têm sido o centro das atenções nas discussões envolvendo mídia esportiva. Palmeirenses e corintianos ficaram revoltados com comentários do jornalista tanto na rádio quanto no twitter. Santista declarado, Calil reclamou da arbitragem do clássico contra o Corinthians, em setembro passado. Flávio Rodrigues Guerra teria prejudicado o Peixe. O perfil oficial do Corinthians na rede social o rebateu usando a expressão “Xola Mais”. Na última semana, Calil reclamou de suposto favorecimento da CBF ao Palmeiras na Copa do Brasil. Para ele, a chegada do Verdão à final foi fruto de “arbitragens safadas. Os torcedores alviverdes não perdoaram.

Héverton Guimarães – O ex-vendedor de café em Divinópolis-MG está há pouco tempo no jornalismo, mas já tem muita história para contar. Em maio deste ano, o apresentador da Band  tirou sarro do Cruzeiro, rival do Atlético-MG, e foi ofendido por um torcedor atleticano. Guimarães pediu providências à Polícia. O jornalista, figura sempre presente no programa “Jogo Aberto”, costuma provocar os companheiros de emissora. Os alvos prediletos são a apresentadora Renata Fan, torcedora do Inter, e o comentarista Ronaldo Giovanelli, ex-goleiro do Corinthians. Aliás, Héverton, de vez em quando, dá umas “cutucadas” nos torcedores corintianos. Recentemente, ele afirmou que o Palmeiras é muito maior que o Timão, após trocas de mensagens no twitter com Ronaldo.

Renato Maurício Prado – O jornalista é “macaco velho” na TV e no Jornal.  Renato já se envolveu em várias polêmicas como a discussão ao vivo com o ex-amigo Galvão Bueno durante o programa “Conexão SporTV”, em 2012. Tudo começou depois que Renato pediu a Galvão para contar no ar uma “piada” que havia feito nos bastidores – que a seleção masculina de vôlei, em 1984, só foi medalhista por causa do boicote dos países do bloco soviético aos Jogos de Los Angeles. O narrador ficou enfurecido e repreendeu o comentarista no ar. O bate-boca durou alguns minutos. O episódio custou a saída de Renato da emissora. Outra polêmica ocorreu em 2013, quando em programa da FOX Sports, Renato divulgou que o volante Felipe Melo, na época no Gatalasaray, estaria “cavando o retorno” ao Flamengo. O jogador ficou revoltado e disparou várias críticas ao profissional. Ele o chamou de “corno mais famoso que existe na imprensa esportiva”. Relembre as polêmicas do comentarista Renato Maurício Prado

Chico Lang – Assim como Flávio Gomes, o jornalista tem provocado mais polêmica nas redes sociais do que na TV. Lang é frequentador assíduo do twitter. Em 2015, previu o rebaixamento do Flamengo à série B do Campeonato Brasileiro, detonou o árbitro Héber Roberto Lopes e falou em “armação” da CBF contra o Corinthians, seu clube do coração.

foto: Divulgação/Band



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)