Pior mandante, Vasco terá que superar escrita para não ser rebaixado

Foto: Paulo Fernandes/vasco.com.br

Pior mandante entre os 20 clubes que disputam a série A, o Vasco terá uma árdua luta para se manter na primeira divisão e evitar o seu terceiro rebaixamento nessa década. Além de ter que tirar uma diferença de 4 pontos para o primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Avaí, a equipe cruzmaltina terá de vencer uma escrita.

Desde 2003, quando o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado por pontos corridos, apenas uma vez a equipe de pior retrospecto como mandante não caiu para a segunda divisão. Foi justamente no primeiro ano da nova fórmula, quando a Ponte Preta, que teve um aproveitamento de 44,9%, permaneceu na elite. Os números são do site FutDados.com

De lá para cá, foram 11 edições do Brasileirão consecutivas com o time que menos aproveita seus pontos em casa caindo para a série B. O próprio Vasco já viveu a situação de agora no passado. Em 2008, quando o time foi rebaixado, o pior retrospecto como mandante foi do time carioca, com 25 pontos ganhos e um aproveitamento de 43,9%.

Para reverter essa escrita, o time do técnico Jorginho terá apenas mais uma partida dentro de casa, contra o Santos, marcada para São Januário. Mesmo se vencer o time praiano, o Vasco irá acabar com a pior campanha como mandante.  Em caso de vitória, a equipe terminaria com 21 pontos conquistados em seus domínios contra 22 do Coritiba, segundo pior mandante. Ou seja, se o time cruzmaltino escapar, a escrita terá obrigatoriamente que cair.

Tão inconstante em casa, o Vasco teve que conviver com a proibição de três meses imposta pelo corpo de bombeiros ao seu estádio devido à falta de condições de segurança. Nesse período, usou o Maracanã, Arena Pantanal e Engenhão como casa. O desempenho, porém, não ajudou.

Em sete partidas em São Januário, foram três empates, três derrotas e apenas uma vitória, contra o Avaí, somando 28,5% de aproveitamento. Já no Maracanã, os números melhoram um pouco só. Em oito jogos, duas vitórias, três empates e três derrotas, um total de 37,5% dos pontos.

Para se salvar da segundona, os vasacaínos vão se apegar ao rendimento fora de casa, que com 31,4%, é o 11° melhor dentre as 20 equipes. Até o fim do campeonato, o Vasco enfrenta o Joinvile em Santa Catarina e o Coritiba no Paraná.

Com 34 pontos na 19ª colocação, o Vasco pode ter sua situação definifda ainda hoje. Se perder para o Joinvile fora de casa, e Figuerense e Avaí ganharem, o Vasco mantém a história em curso e cai para a série B.

Confira o desempenho dos piores mandantes desde 2003:

https://pbs.twimg.com/media/CUWN_RPWIAA6LCO.png:large

Foto: Paulo Fernandes/vasco.com.br



Jornalista em formação pela PUC-SP. Devoto da maior invenção criada pelo homem na história da humanidade: o futebol