Por onde anda? Carlos Miguel, toque de classe gremista na década de 90

Facebook.

Carlos Miguel da Silva Júnior, ou simplesmente Carlos Miguel, representava o toque de qualidade no meio campo do mais vitorioso Grêmio de todos os tempos. Na dourada década de 90 tricolor, o meia canhoto surgia e se afirmava junto a um time praticamente imbatível, que levantou em sequência a Copa do Brasil de 1994 e 1997, a Libertadores da América de 1995 e o Brasileirão de 1996.

POR ONDE ANDA?

Por onde anda? Daniel Carvalho, o menino dos dribles do Beira-Rio

Revelado na base gremista, o jogador ganhou muito destaque e teve o seu passe valorizado após grandes atuações com a camisa tricolor. Na final da Copa do Brasil de 97, é de Carlos Miguel o gol de empate em 2×2 contra o Flamengo, em pleno Maracanã, que se rendia ao imponente Grêmio. Sem demora, o futebol europeu demonstrou interesse no meio-campista, que acabou vendido ao Sporting Lisboa, de Portugal, em 97.

Porém, a dificuldade na adaptação abreviou a passagem de Miguel pela Europa. Sem se adaptar ao clube e à condição de reserva, logo voltou ao futebol brasileiro e em 1998 já era jogador do São Paulo, por quem conquistou dois títulos paulistas (1998 e 2000) e foi parar na Seleção Brasileira comandada por Emerson Leão.

Em 2002, acabou vestindo as cores do maior rival do clube que o projetou. No Inter, Carlos Miguel até começou bem a temporada, mas foi sucumbindo junto aos demais companheiros e quase fez parte de um histórico rebaixamento, que só não veio na última rodada após polêmica vitória colorada sobre o Paysandu, em Belém. Sem o mesmo destaque, o jogador voltou ao Grêmio um ano depois e veio a encerrar a carreira em 2006, no Corinthians de Alagoas.

Nas eleições de 2012, Carlos Miguel tentou ser vereador em Cachoeirinha, município da região metropolitana de Porto Alegre (RS), mas fez somente 350 votos e não foi eleito. Junto com o ex-companheiro de Grêmio, o volante Dinho, ele mantém uma escolinha de futebol em Porto Alegre com o objetivo de revelar novos talentos e passar a experiência adquirida. Carlos Miguel, aos 43 anos, também é destaque na Grêmio Rádio Umbro, emissora de rádio com conteúdo tricolor. Ao lado do ex-goleiro Mazaropi, Miguel é comentarista nos jogos do antigo clube.

Crédito da foto: Facebook/Carlos Miguel da Silva Júnior.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.