Presidente do Botafogo promete ouvir torcedores sobre reforços

Foto: Botafogo/Divulgação

Uma boa notícia para o torcida do Botafogo: o presidente Carlos Eduardo Pereira prometeu ouvir a opinião dos torcedores sobre a contratação de reforços para o clube na próxima temporada. Segundo o mandatário, a diretoria do clube está sempre aberta a esse tipo de contado.

LEIA MAIS:
Mercado da bola: Botafogo tenta a contratação de Benítez para 2016
Após ofender torcedores, Willian Arão pede desculpas
Loco Abreu admite conversas com presidente do Botafogo

Gols, dribles e passes: Veja algumas jogadas de Benítez, que interessa ao Botafogo
Mercado da bola: Botafogo tenta a contratação de Luisinho
Presidente do Botafogo critica premiação da Série B: “Ridículo”

Durante o desembarque da equipe no último sábado, o cartola falou ao site Fogãonet e garantiu ouvir a opinião dos torcedores em relação as contratações:

“Nosso trabalho é para a torcida, então vamos tentar agradá-la e fazer o que ela pede. Vamos fazer o maior esforço possível, conversar com empresários e outros clubes. O trabalho agora muda de patamar, pensando em 2016. Vamos comemorar, porque é um título bacana. O Botafogo precisava dele para resgatar sua autoestima”, disse o presidente alvinegro.

Apesar disso, nem tudo são flores em General Severiano. Passando por dificuldades financeiras, o presidente alvinegro deixou claro sua insatisfação em relação à premiação recebida pelo clube. Segundo o mandatário, o valor é ridículo se comparado ao da Série A:

“O valor da premiação é pequeno, chega a ser ridículo se for comparado com o da Série A (que é de R$ 10 milhões). Acho que essa é uma questão que devia ser tratada com mais carinho, os clubes que estão ou já que já passaram pela Série B deveriam olhar mais para a competição”, disse o presidente ao Globo Online.

Mesmo assim, a ideia de Carlos Eduardo Pereira é montar um time ainda mais forte no ano que vem:

“O trabalho agora muda de patamar. Voltamos para a Série A com o título de campeão. Esses fatores melhoram muito nossas condições numa mesa de negociação com empresas e patrocinadores”, afirmou o presidente.

Foto: Botafogo/Divulgação