Ricardo Oliveira pede desculpas por chutar bola em Prass, mas mantém careta

Ricardo Saibun / Santos FC

O atacante Ricardo Oliveira e o goleiro Fernando Prass trocam farpas e provocações desde o jogo do primeiro turno do Brasileirão entre Palmeiras e Santos. No último domingo, eles voltaram a se entranhar na partida na Vila Belmiro.

Os jogadores não citaram os nomes dos rivais nas entrevistas após a vitória santista por 2 a 1 e o Ricardo Oliveira chamou a atenção por chutar a bola no goleiro com o jogo parado e por levantar a suspeita de provocação ao fazer careta e apontar na direção do palmeirense após marcar o seu gol.

Em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo”, o camisa 9 do Peixe se desculpou por acertar Prass com a bola, mas não voltou atrás sobre a careta com ar de desprezo.

“Acho que a proporção fica bem maior pelo fato de eu ser pastor. Primeiro queria só lamentar uma coisa, a bola que acertei nele [Prass]. Foi sem querer, eu estava de cabeça baixa, eu peguei a bola, driblei, estava impedido, queria devolver para onde o juiz estava, e acabei acertando nele, por infelicidade minha. Eu quero pedir perdão, e peço desculpa”, disse Oliveira sobre o primeiro ato e completou sobre a careta.

“No lance do gol, não tenho porque pedir desculpa, foi uma comemoração com o Gabriel, eu já tinha feito essa cara em outro gol. Não ofendi o Prass, não dirigi palavra a ele. Mas pelo fato de eu ser pastor, aumentam um pouco, entram nisso”, afirmou.

Depois dos confrontos pela decisão do Campeonato Paulista e pelo Campeonato Brasileiro, Santos e Palmeiras se enfrentarão na final da Copa do Brasil nos dias 25 de novembro e 2 de dezembro.

Crédito da foto: Ricardo Saibun / Santos FC



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.