Santos x Palmeiras: Verdão venceu mais, mas Peixe leva a melhor no mata-mata

Divulgação/Ricardo Saibun/Santos FC

Santos e Palmeiras começam a decidir a Copa do Brasil na noite desta quarta-feira (25). Às 22h, as duas equipes entram em campo na Vila Belmiro, na Baixada Santista, para o primeiro confronto da final. Embora, no retrospecto geral, o Peixe seja freguês do Verdão, em mata-mata é o clube alvinegro que leva a melhor.

LEIA MAIS:
Neto detona defesa do Palmeiras e diz que Santos é favorito
ENQUETE: Quem vai ser CAMPEÃO da Copa do Brasil? Palmeiras ou Santos?

 


Está certo, números não entram em campo. Mas é fato que ajudam (e muito) a dar fôlego a rivalidades. No caso de Santos e Palmeiras, os dois lados têm munição para tirar sarro da cara do rival.

Como é comum em clássicos paulistas e brasileiros, não há consenso entre número de jogos disputados. Contudo, seja pela ótima palmeirense como pela santista, o clube alviverde leva a melhor no retrospecto geral.

Via assessoria de imprensa, o Palmeiras informa que enfrentou o Santos em 319 oportunidades ao longo da história. São 135 vitórias palestrinas, 101 triunfos alvinegros e 83 empates. O Palmeiras fez 545 gols e sofreu 458 tentos.

Os santistas têm números diferentes. Na estatística do Peixe, de acordo com o site “Acervo Santista”, foram 310 clássicos, com 131 vitórias do Palmeiras, 99 triunfos do Santos e 80 empates. Na linha de contagem do time da Baixada, foram anotados 454 gols do Santos e 538 gols do Palmeiras.

Quanto o assunto é mata-mata, contudo, a balança pesa para o lado do Santos. Em 10 torneios disputados nesse formado com encontros entre os dois clubes paulistas, o Peixe levou a melhor em sete oportunidades, segundo o “Acervo Santista”.

A mais recente ainda está na memória: neste ano, as duas equipes decidiram o Campeonato Paulista. Deu Peixe. E fui justamente em um estadual que a rivalidade começou no mata-mata. Em 1959, o Palmeiras levou a taça em cima do rival.

Daí em diante, quando o assunto foi mata-mata, só deu Santos. Em 1964 e 1965, o alvinegro eliminou o Verdão na semifinal da Taça Brasil. Em 1997, foi a vez do Santos tirar o Palmeiras da semifinal do Torneio Rio-São Paulo.

Em 1998, porém, veio o troco palmeirense na primeira (e até então única) vez que as equipes ficaram frente a frente na Copa do Brasil. Empates por 1 a 1 em São Paulo e 2 a 2 em Santos levaram o Palmeiras à final do torneio – e o time seria campeão naquele ano.

Em 1999, novo triuno verde, desta vez, na semifinal do Campeonato Paulista. Mas em 2000 o Santos deu o troco e eliminou os palmeirense na mesma fase do estadual.

Depois de nove anos, as equipes voltaram a duelar em um mata-mata, novamente, na semifinal do Paulistão de 2009. Deu Santos, assim como nas quartas de final do torneio em 2013.

Nesta quarta-feira (25), os dois times escrevem um novo capítulo desta história. No dia 2 de dezembro, no Allianz Parque, voltam a campo para dar o ponto final na Copa do Brasil.

Crédito da foto: Divulgação/Ricardo Saibun/Santos FC



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.