UFC pisa em São Paulo pela sexta vez; relembre outros cards em solo paulista

O UFC Fight Night deste sábado (7) em São Paulo será o sexto evento da organização realizado no Estado e o 19º no Brasil. Ao todo, quatro torneios aconteceram na Capital, enquanto outros dois, em Barueri, cidade da Região Metropolitana. O brasileiro Vitor Belfort, que fará a luta principal do fim de semana contra Dan Henderson, estará em solo paulista pela terceira vez.

LEIA MAIS
Vitor Belfort x Dan Henderson: saiba como assistir o UFC Fight Night SP pela TV

O Torcedores.com relembra todas as edições do UFC (Ultimate Fight Championship) que já ocorreram em São Paulo. Confira abaixo:

UFC Brasil – 16 de outubro de 1998

A primeira vez em que o Ultimate esteve no país foi em São Paulo, no Ginásio da Portuguesa, em outubro de 1998, quando pouca gente ainda sabia que o UFC existisse. E quem inaugurou a passagem da organização em território nacional foi justamente o “novato” Vitor Belfort, que enfrentou o compatriota Wanderlei Silva pelo peso meio pesado. Foi o combate mais rápido do card na oportunidade e Belfort se saiu melhor ao nocautear Silva em apenas 44 segundos. O brasileiro Pedro Rizzo, que se tornaria um dos principais nomes dos pesados, também foi revelado nesse dia.

UFC on FX: Belfort vs Bisping – 19 de janeiro de 2013

Quando o UFC já se tornara um gigante do MMA pelo planeta, o Brasil voltou a ser mapa das artes marciais, e após passagem por Belo Horizonte e Rio de Janeiro, o Ginásio do Ibirapuera recebeu o Ultimate pela primeira vez. Em janeiro de 2013, mais uma vez Vitor Belfort foi o escolhido para representar esse retorno da organização a São Paulo. Ele enfrentou Michael Bisping e não tomou conhecimento do inglês, vencendo por nocaute técnico no segundo round depois de um incrível chute na cabeça do europeu.

UFC Fight Night: Maia vs Shields – 9 de outubro de 2013

Dez meses depois de pisar na Capital, o UFC foi a Barueri (na Grande São Paulo) e o Ginásio José Corrêa sediou o UFC Fight Night entre o brasileiro Demian Maia e o estadunidense Jake Shields. Porém o final não muito feliz para a nação verde e amarela e após um combate muito disputado, Maia foi derrotado pelo estrangeiro por decisão dividida dos juízes (47-48, 48-47 e 47-48).

UFC Fight Night: Miocic vs Maldonado – 31 de maio de 2014

Mais uma vez no Ginásio do Ibirapuera, o centro das atenções foi o combate entre o Stipe Miocic (EUA) e Fábio Maldonado (BRA) pelos pesados. Na verdade, essa luta virou resultado de dois adiamentos. Inicialmente o plano era o confronto dos técnicos do TUF Brasil (The Ultimate Fighting Brasil), Wanderlei Silva (BRA) e Chael Sonnen (EUA), mas os organizadores resolveram adiá-la para o UFC 175.

Com isso, o duelo principal passou a ser entre Miocic x Júnior Cigano (BRA), porém o brasileiro se machucou e foi substituído por Maldonado, que acabou derrotado por nocaute em apenas 33 segundos, frustrando a torcida local.

Antes, Demian Maia, que havia sido derrotado no último UFC Fight Night em São Paulo, se redimiu aos fãs e deu o troco ao derrotar o russo Alexander Yakovlev, em decisão unânime dos árbitros (30-27, 30-27 e 30-27).

UFC Fight Night: Machida vs Dollaway – 20 de dezembro de 2014

No fim de 2014, Barueri recebeu novamente o UFC e o brasileiro Lyoto Machida enfrentou o estadunidense CB Dollaway pelos médios na luta mais esperada da noite. Machida precisou de apenas um minuto para nocautear Dollaway e sair vencedor. Os “brasucas” Renan Barão, Erick Silva e Daniel Sarafian também se deram bem e saíram ganhadores em seus respectivos combates.

Crédito da foto: Reprodução/Youtube



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Foi repórter colaborador e hoje é líder da comunidade de colaboradores juniores, plenos e seniores no site Torcedores.com.