Uma das favoritas, Colo-Colo terá estreante argentina pela frente nas semifinais Libertadores Feminina

Colo Colo e UAI Urquiza se enfrentam pela segunda semifinal da Libertadores Feminina

Por: Bruno Bezerra
bruno@planetafutebolfeminino.com.br

De um lado, um estreante que busca fazer história no torneio e do outro a única equipe não brasileira a conquistar a Copa Libertadores Feminina, este será o panorama do duelo entre as chilenas do Colo Colo e as argentinas do UAI Urquiza.

O time do Urquiza já fez história em sua primeira participação na Libertadores Feminina. Após 5 anos, um time argentino volta as semifinais do torneio. A última vez que um time argentino chegou a essa fase da competição foi em 2010, com o Boca Juniors que se sagraria o terceiro colocado ao vencer o Deportivo Quito, clube do Equador.

Na primeira fase, vitórias sobre o Colon do Uruguai (3 a 2) e o Espuce do Equador (2 a 1), além de um empate diante da Ferroviária (0 a 0). O grande destaque do time é a atacante Paula Ugarte, com 4 gols no torneio.

Já o Colo Colo, campeão em 2012, busca voltar a uma final após 3 anos quando se sagrou campeão do certame jogando em Pernambuco após vencer na decisão a equipe do Foz Cataratas. Muitas das jogadoras que estavam naquele elenco permanecem estão no atual plantel das Albitas.

Com 100% de aproveitamento na primeira fase, após vitórias diante do Universitário do Peru (4 a 0), San Martin da Bolívia (5 a 1) e Formas Íntimas da Colômbia (2 a 0), o time chega como favorito a esse jogo. O grande destaque fica por conta da vice artilheira da Libertadores Feminina, a paraguaia Gloria Villamayor com 5 gols no torneio.

As duas equipes se enfrentam amanhã, 5 de novembro, no Estadio Atanasio Girardot em Medellin. A partida será a partir das 16h pelo horário de Brasília e terá transmissão do canal FOX Sports Sur e caso tenha algum link desta transmissão será postado minutos antes da partida na página do Planeta Futebol Feminino.

 FOTO: Cooperativa



Planeta Futebol Feminino - Informação, jornalismo e muita paixão. É disso que somos feitos!