Queridinho do público e novo “rei” do UFC, McGregor quer superar Floyd Mayweather: “Estou me aquecendo”

Getty Images

O impressionante nocaute de Conor McGregor sobre José Aldo aos 13 segundos de luta renderam ao irlandês falastrão não só o cinturão dos penas do UFC. A vitória alçou McGregor ao posto de maior estrela da organização no momento, ocupando a vaga que até pouco tempo atrás era de Ronda Rousey. E o lutador já capitaliza com a conquista.

Leia Mais: Ronda diz que pode se aposentar se perder novamente para Holly Holm

A bilheteria total na vitória sobre Aldo foi de 10,1 milhões de dólares, para um público total de 16,516. Esse valor deixou para trás outra bilheteria expressiva com McGregor no octógono, no UFC 189, também na MGM Grand Arena, em Las Vegas. Esses valores, apesar de expressivos, não chegam perto dos 72 milhões de dólares que Floyd Mayweather e Manny Pacquiao geraram com presença de 16,219 espectadores em maio deste ano. O recorde ainda é do UFC 129, no Rogers Center em Toronto, que rendeu 12 milhões de dólares, para um público total de 55 mil pessoas.

“Quanto Floyd e Pacquiao fizeram? 72 milhões? Nós tivemos uma bolsa de 10 milhões. Eu tenho apenas 27 anos. Esses FDP já são quarentões, eu estou apenas me aquecendo”, falou McGregor, logo após bater José Aldo.

O irlandês, notório pela ostentação, se colocou no posto de grande lutador da organização no momento.

“Eu falei para o Lorenzo Fertita e para o Dana White. Estou trazendo esses grandes números para o UFC, números como os de Mayweather-Pacquiao. Aos 27 anos, eu unifiquei os cinturões, essa foi uma das lutas mais vistas na história do pay-per-view. Todos os outros campeões pegam o cinturão e não querem nem avançar, nem retroceder (na carreira). Eu tenho grandes lutas a torto e a direito. Eu estou subindo e o céu é o limite”, afirmou o novo campeão dos penas.

Esse número se deve não só a bolsa que o lutador levou pela disputa, mas também pelos bônus por vitória, desempenho e até mesmo pelas vendas do pay-per-view, além de outros gatilhos que possa haver no acordo entre McGregor e UFC.

Estima-se que para a última luta com José Aldo, McGregor levou entre três e cinco dólares para cada compra do pay-per-view.

 



Jornalista que gosta de boas histórias e grandes personagens, não importa se dentro ou fora de campo