Barcelona em busca da terceira estrela para se tornar o maior do mundo

Reprodução/ Facebook oficial Barcelona

O Barcelona não tomou conhecimento do Guangzhou Evergrande pelo Mundial de Clubes FIFA Japão 2015. Com três gols de Luis Suárez, o time do técnico Luis Henrique não deu chance para o time do brasileiro Luiz Felipe Scolari. Felipão volta para China de certa forma com o sentimento de ver cumprido nesse Mundial. Foi até a semifinal e só caiu para o campeão europeu e nada menos que o poderoso Barcelona (ainda joga contra o América e tem a chance de terminar em terceiro lugar); perdeu de três e não de sete.

LEIA MAIS:
River Plate pode ser primeiro sul-americano fora do Brasil a ganhar Mundial da Fifa

Já o Barcelona vai decidir contra o River Plate mais um título. Para o europeu o principal título da temporada é a Liga dos Campeões da Europa, mas não significa que o europeu ache o Mundial de Clubes dispensável, muito pelo contrário. Desde quando a FIFA assumiu a organização do torneio os europeus estão cada vez interessados (já eram interessados quando era um jogo contra o campeão sul-americano, mas era mais protocolar) nessa disputa e marcam na agenda logo depois de vencer o campeonato europeu.

O Barcelona pode se tornar o maior campeão do Mundial de Clubes desde 2000. O River Plate tenta ganhar essa taça e levar pela primeira vez para a Argentina. Boca Juniors, Estudiantes e San Lorenzo bateram na trave.

  • Barcelona – 2009/2011
  • Corinthians – 2000/2012
  • São Paulo – 2005
  • Internacional – 2006
  • Milan – 2007
  • Manchester United – 2008
  • Internazionale – 2010
  • Bayern de Munique – 2013
  • Real Madrid – 2014

Crédito da foto: Reprodução/ Facebook oficial Barcelona



Viciado em futebol nacional e internacional; gosta de Fórmula 1. Apaixonado por Copa do Mundo como quem gosta de futebol, não como torcedor, e interesso-me por outros esportes somente na Olimpíada. Textos opinativos e curiosidades do futebol. Tenho um blog sobre política (@brasildecide).