Belletti diz que jogo contra o Inter foi incomum: “Tivemos 30 chances de gol”

Reprodução

O dia era 17 de maio de 2006. Na grande final da Liga dos Campeões entre Arsenal e Barcelona daquela temporada, Belletti tornou-se um herói improvável ao marcar o gol do título dos espanhóis, ofuscando o brilhantismo que tinha tudo para ser de Ronaldinho Gaúcho ou Samuel Eto’o. 

MAIS NOTÍCIAS:

Veja por onde andam atualmente os campeões do mundo pelo Inter em 2006

Quiz: Teste os seus conhecimentos sobre a vitória do Inter contra o Barcelona em 2006

O dia era 17 de dezembro de 2006. Na grande final do Mundial de Clubes da Fifa entre Barcelona e Internacional, de Porto Alegre, Belletti viu sua perna direita se separar por poucos centímetros da bola quando ela se ofereceu a Adriano Gabiru, depois de milimétrico passe de Iarley. Após o gol colorado, Belletti deitou-se desolado no gramado simbolizando a derrocada do Barça sete meses depois de um grande título.

Mesmo com a derrota e o vice-campeonato mundial de 2006, o ex-lateral Belletti entende que aquela partida foi “incomum”. Em entrevista concedida à TV oficial do clube catalão, o brasileiro diz que o Barcelona daquele ano será para sempre lembrado de uma forma positiva, ainda que tenha perdido para os gaúchos.

“Aquele jogo contra o Inter foi incomum. Nós tivemos 30 chances de gols, e eles, duas. Tivemos controle do jogo, fizemos tudo bem, mas não conseguimos o gol, que poderia dar um título importante para o clube. Mesmo assim, aquela equipe será lembrada pelo futebol que jogava. Um futebol alegre, mesmo com muitos riscos. Mas as pessoas se divertiam muito vendo Ronaldinho, Deco, Eto’o, Messi começando”, disse.

No domingo, a partir das 8h30 (horário de Brasília), o Barcelona busca mais um título do Mundial de Clubes – o mesmo que não levou em 2006. O adversário será o River Plate, da Argentina.

Reprodução/TV.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.