Campeã do TUF é presa após briga em bar nos EUA

Getty Images

Vencedora do The Ultimate Fighter 18, reality show do UFC, Julianna Peña foi presa neste domingo nos Estados Unidos. Ela é acusada de ter se envolvido em uma briga em um bar em Spokane, Washington. Julianna teria brigado na saída de um bar em Washington. Ela recebeu duas acusações de agressão da polícia.

Leia Mais: Queridinho do público e novo “rei” do UFC, McGregor quer superar Floyd Mayweather: “Estou me aquecendo”

Segundo o site “MMA Fighting”, a polícia foi chamada para lidar com uma briga do lado de fora de um bar no centro de Spokane. Após realizar uma rápida investigação, os policiais prenderam Peña, que se identificou como lutadora profissional, e outra pessoa não identificada. Peña foi presa às 2h20m da madrugada (horário local) de domingo e fichada na Cadeia do Condado de Spokane às 2h53m. O site da polícia com as fichas online indica que a lutadora foi liberada sob pagamento de fiança no valor de US$ 2 mil (R$ 7,9 mil) às 14h20.

De acordo com o código municipal, Julianna ainda poderá ser presa por 364 dias e pagar uma multa de US$ 5 mil (R$ 19,8 mil). O UFC não se pronunciou oficialmente sobre o caso, mas disse ao MMA Fighting, site que divulgou a prisão, estar ciente do caso. A última vez que Julianna entrou no octógono foi no dia 3 de outubro. A venezuelana venceu Jessica Eye em seu combate.

Peña, 26, foi a campeã da primeira edição do TUF a incluir uma competição entre mulheres, em 2013. Ela tem um cartel de sete vitórias e duas derrotas, venceu suas três lutas no UFC e é cotada entre as potenciais futuras desafiantes ao cinturão de Holly Holm no peso-galo.



Jornalista que gosta de boas histórias e grandes personagens, não importa se dentro ou fora de campo