Chris Weidman fez história ao vencer Anderson Silva duas vezes

Getty Images

Na história do UFC, talvez não há surpresa maior do que o norte-americano Chris Weidman. Não por falta de capacidade do peso médio até então invicto na carreira, mas, sim, pelo feito conquistado por ele.

Quando entrou no octógono para enfrentar o brasileiro Anderson Silva pela primeira vez, Weidman nada mais era do que um azarão, como tantos outros que o Spider já havia derrubado – o brasileiro é o lutador que mais vezes defendeu, com sucesso, seu cinturão.

Muito bem preparado psicologicamente, porém, Weidman provou que não chegou ao UFC a passeio. Tudo bem que a postura soberba de Anderson Silva tenha facilitado as coisas, mas ao acertar um cruzado certeiro no brasileiro, no segundo round, Weidman mostrou ao mundo do MMA ser uma nova potência.

Afinal, antes dele, ninguém havia conseguido derrubar o campeão dos campeões do UFC, eleito por muitos o melhor de todos os tempos no MMA.

Não satisfeito com a conquista do cinturão, Weidman fez mais. Defendeu sua conta contra o Spider numa revanche e venceu novamente. Ainda não foi um triunfo consecutivo, já que o brasileiro teve de abandonar o combate por ter a perna quebrada após desferir o golpe. Mas já não restava dúvida. Chris Weidman tinha marcado seu nome de vez na história do UFC. Junto a isso, o “título” de um dos maiores azarões da organização.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista formado no UniCeub. Cobre esportes desde 2008: dos campeonatos amadores, evoluindo aos estaduais, chegando aos Nacionais até a Copa do Mundo de 2014. De 2010 a 2012 atuou como correspondente de esportes do Correio Braziliense, no Rio de Janeiro. Atualmente, editor do caderno Torcida, do Jornal de Brasília. Amante de um bom samba, futebol e cerveja.