Conor McGregor precisou de apenas 13 segundos para chocar o mundo

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook Oficial do Conor McGregor

O irlandês Conor McGregor não foi uma zebra por causa da vitória sobre o brasileiro José Aldo no UFC 194, realizado em Las Vegas, nos Estados Unidos, no último dia 12 de dezembro. A zebra veio da forma como o triunfo do europeu aconteceu. O “Notório” precisou de apenas 13 segundos para dar cabo de Aldo e se tornar o campeão incontestável do peso pena (66kg) do UFC.

LEIA MAIS:
UFC Orlando: acompanhe a pesagem AO VIVO

 

O falastrão Conor McGregor nocauteou José Aldo nos primeiros segundos de luta e se consagrou. Se antes do embate o irlandês já era um dos atletas mais lucrativos da maior organização de MMA do mundo, após o UFC 194 a popularidade de McGregor foi às nuvens. Se tornou capa do jogo “UFC 2” para XBox One e Playstation 4. Enfim, é a nova “cara” do UFC, ainda mais em tempos de Ronda Rousey em baixa após o nocaute sofrido para Holly Holm no UFC 193, em novembro, na Austrália.

A “zebra” de McGregor torna-se ainda maior quando analisamos o cartel de José Aldo. O brasileiro, então campeão linear da categoria dos penas do UFC, estava invicto há 10 anos – a até então única derrota de Aldo acontecera em novembro de 2005, pelo Jungle Fight.

McGregor, por sua vez, perdeu pela última vez há bem menos tempo do que Aldo. Mesmo assim, faz tempo que o irlandês não sabe o que é perder: o último revés (foram apenas dois, em 21 lutas) aconteceu em novembro de 2010, pelas mãos do compatriota Joseph Duffy, pelo Cage Warriors Fighting Championship.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.