Opinião: Criticado, Palmeiras pode ter melhor meio-campo do Brasil em 2016

Palmeiras
Crédito da foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Quando Gabriel rompeu os ligamentos do joelho, em agosto, o meio-campo do Palmeiras nunca mais foi o mesmo. Arouca sofreu bastante com lesões musculares e o clube teve que se virar com Amaral e Andrei Girotto. Sem sucesso, a equipe desandou e o torcedor palestrino tinha medo de o clube ficar de mãos abanando na temporada por causa da situação. Mas com o tricampeonato da Copa do Brasil e a vaga para a Libertadores, 2016 reserva uma realidade totalmente distinta para esse setor no Verdão.

LEIA TAMBÉM:
Com mais de 50 jogadores, Palmeiras tem ótimas “moedas de trocas”. Listamos algumas

Tudo porque Marcelo Oliveira tem a possibilidade de entrar na nova temporada com várias opções de qualidade para a posição. Gabriel está em trabalho final de recuperação e deve estar apto já para o Campeonato Paulista, Arouca parece estar livre das contusões, Thiago Santos é uma outra boa opção para a marcação no meio-campo, mas, com certeza, a mais grata novidade é Matheus Sales.

O jovem de 20 anos, capitão de praticamente todas as equipes do Palmeiras nos juniores, foi aposta de última hora de Marcelo Oliveira desde a semifinal da Copa do Brasil contra o Fluminense, já que não poderia usar Thiago Santos (por já atuado pelo ex-time nas fases preliminares do torneio). Na decisão contra o Santos, Matheus foi um dos melhores em campo, cumprindo à risca a função de anular Lucas Lima. Em 2016, a joia alviverde deve entrar com uma baita moral.

Para não ter mais problemas, todavia, o Palmeiras pretende ter mais dois bons volantes no elenco. Rodrigo, que disputou o último Brasileirão pelo Goiás, tem acerto definido com o Verdão e Jean, do Fluminense, está em negociação avançada para desembarcar na Academia de Futebol.

Amaral seria a sétima opção de Marcelo Oliveira, porém pode ser negociado, inclusive, para a chegada de Jean. Andrei Girotto, também sem empolgar, ficou sabendo que não vai renovar o vínculo com o Palmeiras.

Veja como o Palmeiras deverá começar a Libertadores no quesito “volantes”:



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.