Dos brasileiros, Grêmio é quem tem o melhor retrospecto contra rivais da Libertadores 2016

Foto: Divulgação/Grêmio.

Se contar apenas o retrospecto, o Grêmio é o brasileiro com mais chances de vencer a Libertadores de 2016. Dentre os demais times do país presentes na edição do ano que vem, o tricolor gaúcho é quem tem o melhor desempenho contra as outras equipes já garantidas no torneio – que sorteará os grupos nesta terça-feira (22) em Assunção, no Paraguai.

MAIS NOTÍCIAS:

Confira até quanto o Grêmio poderá lucrar com sua participação na Libertadores

Elano não é o primeiro: relembre outros boleiros que já foram presos

A Revista Placar fez um grande levantamento e divulgou o estudo nesta segunda-feira. Segundo os dados, o Grêmio aparece como o brasileiro que melhor aproveitamento tem contra os demais rivais da Libertadores de 2016. O time de Roger Machado tem 59,7% de aproveitamento em 72 partidas disputadas.

O São Paulo, tradicional em disputas da Libertadores, vem na segunda colocação. O clube paulista tem 59,1%, mas com menos partidas disputadas que os gaúchos, apenas 62. O Corinthians é o terceiro da lista. Em 50 jogos contra os rivais de 2016, o Timão alcançou média de 54,7% dos pontos jogados.

Os dois piores foram Atlético-MG e Palmeiras. O Galo, campeão em 2013, tem 51,8% de aproveitamento em somente 36 jogos. Já o Verdão, detentor do título de 1999, apresenta 51,7% de aproveitamento em 78 duelos.

Ranking dos brasileiros contra os rivais presentes na Libertadores de 2016:

1° – Grêmio (72 jogos, 38 vitórias, 15 empates, 19 derrotas) – 59,7% de aproveitamento

2° – São Paulo (62 jogos, 32 vitórias, 14 empates, 16 derrotas) – 59,1% de aproveitamento

3° – Corinthians (50 jogos, 24 vitórias, 10 empates, 16 derrotas) – 54,7% de aproveitamento

4° – Atlético-MG (36 jogos, 15 vitórias, 11 empates, 10 derrotas) – 51,8% de aproveitamento

5° – Palmeiras Palmeiras (78 jogos, 34 vitórias, 19 empates, 25 derrotas) – 51,7% de aproveitamento

Foto: Divulgação/Grêmio.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.