Elano não é o primeiro: relembre outros boleiros que já foram presos

Ivan Storti/Santos FC

Nesta segunda-feira (21), ganhou força na mídia brasileira a notícia da prisão do meia Elano após a conquista do seu time, o Chennaiyin FC, na liga local da Índia. O ex-santista foi foi enquadrado em três artigos: causar danos voluntariamente, represália injustificada e insulto com a intenção de romper com a paz.

De acordo a com a imprensa indiana, Elano foi acusado de agressão por um dirigente do time adversário. Ele permaneceu detido na delegacia e só foi liberado após pagamento da fiança. No futebol brasileiro, o caso não é novidade. Outros boleiros já estiveram em encrencas parecidas e viram o sol nascer quadrado. Relembre:

Wallace – Pretendido pelo Grêmio, o lateral revelado pelo Fluminense se envolveu em uma confusão quando atuava pelo Vitesse, da Holanda, em abril de 2015. Ao ir em uma boate, o jovem foi acusado de “ofensa sexual” e foi encaminhado à delegacia. Foi liberado horas depois e acabou punido pelo clube.

Fábio Bilica – Zagueiro da seleção pré-olímpica de 2000, Bilica é outro que tem um histórico polêmico extracampo. Em 2013, foi acusado de estuprar a mulher e a filha de 15 anos. Neste domingo, após uma partida beneficente na Paraíba, foi preso por não pagar pensão no valor de R$ 16 mil.

Edmundo – O “Animal” também já esteve na cadeia. A prisão foi efetuada em decorrência do acidente de carro causado pelo ex-atleta em 1995, que resultou em três mortes.

Bruno – No caso mais emblemático de ex-jogadores presos, Bruno permanece na prisão em Minas Gerais por ter sido considerado um dos mentores do assassinato de Eliza Samúdio, em 2010.

Zé Elias – Quem vê o ex-volante Zé Elias sempre brincalhão e divertido na ESPN pode achar que a sua vida sempre foi tranquila. Mas não é bem assim. Em 2011, ele também foi preso por não ter pago pensão à ex-mulher.

Piá – Ex-meia da Ponte Preta e do Corinthians, Piá tem sido visto com certa frequência nas páginas policiais. Entre outros delitos, ele é suspeito de participar de uma quadrilha que assalta caixas eletrônicos.

Vampeta – Tudo bem que foi em outro país, mas até o Velho Vamp já viu o sol nascer quadrado. Em 2004, no Kuwait, o ex-volante foi flagrado com garrafas de vinho em uma blitz. Como lá o consumo de bebidas alcoólicas é proibida, o brasileiro foi preso. No dia seguinte, pagou a fiança.

Edinho – Filho do Rei Pelé, o ex-goleiro Edinho foi preso em 2005, acusado de envolvimento com tráfico de drogas. Na época, foi apontada uma ligação dele com Naldinho, um dos principais traficantes de Santos.

Rincón – Figura importante naquele vitorioso Corinthians do final da década de 90, Freddy Rincón foi preso em 2007 em São Paulo por lavagem de dinheiro, após o governo do Panamá pedir sua extradição.

Romário – Até o baixinho! Em 2009, o hoje senador foi preso por atrasar o pagamento de pensão alimentícia para dois dos seus filhos. Depois de apresentar a documentação comprovando o pagamento, ele foi solto 24 horas depois.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.