Inter acompanha situação do Corinthians e não descarta herdar vaga na Libertadores

Corinthians
Crédito da foto: Reprodução

Insatisfeito com o atual sistema de premiação da Libertadores, o ex-presidente do Corinthians e homem forte do futebol do clube paulista Andrés Sanchez ameaçou tirar o time da competição caso os valores não aumentem. O Inter, que terminou o Brasileirão em 5° lugar, herdaria a vaga em uma eventual desistência.

MAIS NOTÍCIAS:

Inter é o único time que venceu o Barcelona no novo Mundial de Clubes

Alex revela conselho de Felipão: “Muita honestidade não vai te levar a lugar nenhum”

A Conmebol já se manifestou de forma favorável a aumentar as cotas de premiação, mas não revelou maiores detalhes. A entidade paga 120 mil dólares por jogo em casa durante a fase de grupos, o que não agrada o Timão, que espera que o valor quase triplique, chegando aos 350 mil dólares. Atual campeão brasileiro, o time paulista tem vaga assegurada na fase de grupos do torneio em 2016.

“Vamos para o Paraguai na terça-feira para o sorteio dos grupos e, se não aumentar, a gente não disputa, não. Entendemos que é ridículo receber mais no Paulista, na Copa do Brasil e no Brasileiro do que na Libertadores”, disparou Andrés Sanchez.

O Inter monitora e acompanha a situação do clube paulista, mas não acredita que essa postura seja mantida. A tendência é que se trate de uma manobra da diretoria corintiana no sentido de pressionar a Conmebol. “É claro que a gente acompanha a situação, mas não acreditamos que isso vá acontecer”, rechaçou o vice de futebol do Inter, Carlos Pellegrini.

Crédito da foto: Reprodução



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.