Com contrato quase assinado, Marlone exalta o Corinthians: “maior clube da América”

Foto: Reprodução/SporTV

O meia Marlone confirmou durante participação no programa “Seleção SporTV”, nesta sexta-feira, que está perto de assinar contrato de quatro anos com o Corinthians. O ex-jogador do Sport exaltou o futuro clube e disse ficar mais à vontade em atuar pelo lado esquerdo do campo, como no tempo em quem foi comandado por Eduardo Baptista no time pernambucano.

LEIA MAIS:
Quem foi bem e quem foi mal no Corinthians em 2015? Vote!
Opinião: Como foi a troca entre Jadson e Pato para o Corinthians

“(O negócio) está bem encaminhado. Faltam alguns detalhes do contrato. Meus empresários estão avaliando para nós fecharmos. Acho que é um contrato de quatro anos. Se Deus quiser vai dar certo”, disse.

Marlone disse estar ciente da pressão que é jogar num grande clube como o Corinthians, no qual se refere como o melhor da América, e promete humildade para evoluir na carreira.

“Eu tenho algo comigo que carrego desde quando entrei para a profissão. Vamos ser cobrados até numa pelada. Se você não se impor, você não ganha o jogo. Acho que vai ser um novo desafio. Com certeza é um grande clube. Hoje, é o maior da América e vamos ter que ter personalidade para jogar, para realmente vestir a camisa de um grande clube como o Corinthians. Acompanhei o time durante todo o campeonato brasileiro. Chegando lá vou conhecer os novos companheiros e me adaptar o mais rápido. Conheço o Fagner. Joguei com ele no Vasco. O meu psicológico está tranquilo. Vou ter humildade para reconhecer onde eu tenho que melhorar, até porque sempre procuro evoluir”, avisou.

O meia de 23 anos ainda falou de suas características. No Sport, fez duas funções: aberto pelo lado esquerdo do ataque e no meio de campo, com a função de abastecer os atacantes, porém, disse se identificar mais pela primeira.

“Eu fiz duas funções no Sport. Com o Eduardo Baptista eu joguei mais aberto pela esquerda. Já com a chegada do Falcão, ele me utilizou mais pelo meio, chegando e finalizando ao gol adversário. Fui mais utilizado aberto pelo campo. Até porque a minha característica é mais aguda, de ir para cima da marcação, de enfrentar o mano a mano. Eu também tenho a qualidade de servir o companheiro. Fui o quinto melhor assistente do Brasileirão.”

“Eu me identifiquei mais pelo lado esquerdo do campo. No Sport onde joguei mais. Foi assim quando surgi no Vasco.Já estou mais adaptado, mas também pelo Sport fiz outra função. O professor Falcão me orientava pelo meio, para criar mais”, concluiu.

Marlone foi revelado pelo Vasco e antes de chegar o Sport no início do Brasileirão 2015 teve passagens apagadas por Fluminense e Cruzeiro. De acordo com o jornal Lance!, o Timão acertou a compra de 40% dos direitos econômicos do jogador.

foto: Reprodução/SporTV

 

 

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)