Mercado da bola 2016: Flamengo entra na briga por zagueiro Henrique, do Nápoli

Após a chegada de Juan, o Flamengo pode contratar outro zagueiro nos próximos dias. O diretor-executivo de futebol Rodrigo Caetano disse que pretende anunciar um novo defensor até o final da semana e o novo nome especulado na Gávea é de Henrique, que defende o Nápoli, da Itália. Tanto o jornal Extra como reportagem da Fox Sports noticiam o interesse rubro-negro no beque ex-Palmeiras.

LEIA TAMBÉM:
Mercado da Bola: Grêmio aumenta proposta por Henrique, mas interesse da China assusta
Mercado da Bola 2016: Flamengo pode tirar outra peça do Inter
Pode acreditar! Beckham esteve perto de jogar no Flamengo, diz jornal

Aos 29 anos, Henrique tem passagem pela seleção brasileira (esteve no grupo da Copa do Mundo de 2014) e tinha despertado recentemente o interesse do Grêmio. O Guangzhou Evergrande, de Felipão, também tem intenção de levá-lo para o futebol chinês, mas agora o Rubro-Negro aparece também no páreo.

Para trazer Henrique, todavia, o Flamengo teria que desembolsar cerca de 2 milhões de euros (aproximadamente R$ 8,4 milhões). “Ele está entre os bons zagueiros que estão por aí. Mais não posso falar”, disse Rodrigo Caetano ao Extra.

Henrique foi revelado pelo Coritiba, mas se transferiu para o Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo em 2008, quando foi campeão paulista. Seu talento o levou ao Bayer Leverkusen, da Alemanha, e do Racing Santander, da Espanha, até retornar ao Verdão em 2011. Três anos depois o zagueiro foi negociado com o Nápoli.

O técnico Muricy Ramalho conta atualmente com Wallace e César Martins, remanescentes de 2015, e agora Juan, que jogou essa temporada pelo Internacional. Com a iminente venda de Samir para a Udinese, da Itália, Leo Duarte e Rafael Dumas deverão subir para o profissional. Por outro lado, Frauches, emprestado ao Macaé, não será aproveitado em 2016.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Getty Images



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.