Opinião: Flamengo deve brilhar em 2016

Arte/Torcedores.com

O Flamengo trabalha forte nessa reta final de ano para que tenha um 2016 repleto de coisas boas também no futebol. O ano de 2015 definitivamente serviu apenas para avaliar o que o clube não deve repetir no planejamento. As contratações pífias, ou melhor, que não surtiram efeito, as apostas em jogadores sem o apoio da torcida e mudanças e mais mudanças de comando.

LEIA MAIS:
Flamengo é o clube com marca mais valiosa do Brasil, aponta estudo

O presidente Eduardo Bandeira de Mello permanecerá por mas três anos à frente da gestão rubro-negra e sabe que a pressão será ainda maior. Desta forma as atenções para o futebol tem um novo rumo. Muricy Ramalho chegou para ser o comandante. Rodrigo Caetano segue na direção executiva do futebol. Jogadores foram contratados e outros sairão e mais alguns devem dar adeus em breve. A expectativa é boa, mas é bom o torcedor trabalhar o dia após dia.

O planejamento com Muricy tende a dar certo. O campeonato carioca servirá de laboratório aos mais jovens que devem subir para a equipe principal no decorrer da temporada. Jogadores sem muito peso farão essa mescla sob os olhares de Jayme de Almeida.

A Liga Sul-Minas Rio, a Copa do Brasil e o Brasileirão serão as prioridades.

A torcida do Flamengo como sempre acredita que o ano seguinte sempre será melhor que o anterior. O time deve ser bem diferente de 2015. Alex Muralha deve ser o goleiro, a zaga terá Juan e Henrique, as laterais Rodinei e Chiquinho. O meio preocupa, afinal Marcio Araújo, Canteros e Everton podem seguir na equipe, mas Ederson pode ser mais aproveitado e Willian Arão chega com grande expectativa.

Nomes como o de Mancuello e Marcelo Diáz são especulações, mas que se concretizar pode dar muito certo no esquema tático. Na frente é torcer para que a dupla Emerson Sheik e Guerrero triunfe de vez. Marcelo Cirino ganhou nova chance no clube e sabe que deve melhores apresentações.

Faça a sua aposta, a minha é de que o rubro-negro terá uma temporada mais equilibrada e de menos erros, será? É aguardar para ver.



Sou formado em Publ & Prop, jornalismo e rádio. Trabalhei em grandes empresas do ramo de serviços e desde 2003 atuo na área esportiva. Fiz parte da equipe da rádio Record e rádio USP, onde criei, produzi e apresentei 2 programas esportivos. Coordenei o principal programa jornalístico da rádio Estadão ESPN. Atualmente atuo na área comercial.