Presidente do Flamengo responde ao do Botafogo sobre caso Willian Arão

Presidente do Flamengo

Após o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, afirmou que ficou decepcionado com o mandatário do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, pela contratação do volante Willian Arão, o dirigente Rubro-negro respondeu e afirmou que não existiu falta de ética.

LEIA MAIS:
Santos sonda dois jogadores do Flamengo
Voltando de empréstimo, lateral quer ficar no Flamengo
Diretor do Flamenego confirma negociação com Chiquinho
Rodrigo Caetano: ‘Somente o pagamento da multa de US$ 20 milhões tira Guerrero do Fla’
Diretor do Flamengo descarta Aranha e conta quais são as prioridades
Opinião: O dom de criticar e depreciar o que se tem

Em entrevista concedida para Super Rádio Tupi do Rio de Janeiro, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello afirmou que não faltou ética com o Botafogo, pois o volante Willian Arão estava livre quando acertou com o Rubro-negro.

– Não faltou ética, contratamos um jogador que estava livre pela justiça. Não tem nenhuma questão jurídica envolvida, nós apuramos, o jogador estava livre. Entramos em um entendimento que acabou se concretizando. Sempre conversei com o presidente do Botafogo, até estranhei esse tipo de declaração dele. Não vejo motivos do contrato que Arão assinou com o Flamengo não ser válido.

Willian Arão entrou na justiça e conseguiu se desvincular do Botafogo após encerramento do seu contrato com o time de General Severiano. O volante assinou contrato de três anos com o Flamengo.

 

VEJA QUEM O FLAMENGO JÁ ANUNCIOU PARA 2016:
OFICIAL: Flamengo anuncia Willian Arão e Muricy elogia o atleta
Flamengo anuncia oficialmente Juan e Rodinei
Flamengo anuncia nova comissão técnica
Oficial: Flamengo renova com Emerson Sheik

VEJA QUEM AINDA PODE DEIXAR O FLAMENGO:
7 clubes brasileiros aguardam a definição entre Cirino e Flamengo; entenda
Inter tem interesse em Everton, do Flamengo

Foto: Divulgação

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @allanmadi