Retrospectiva Santos: A afirmação de Gabriel

Ivan Storti/ Santos FC

Em 2014, Gabriel, o Gabigol, foi o principal artilheiro do Santos com 21 gols, com um gol a cada duas partidas. Ele começou mal 2015 mas, com a chegada de Dorival, mudou completamente de postura, e terminou muito bem o ano. Podemos dizer que foi um ano de afirmação de Gabriel.

No início do ano, Gabigol foi para a Seleção Sub-20 disputar o Sul-Americano, onde pouco atuou, e quando voltou ao Santos com Ricardo Oliveira jogando muito, virou reserva.

Quando entrava, era um jogador desmotivado, sem nenhum interesse nas partidas. Muitos dizem que ele foi o responsável pela queda de Enderson Moreira no Santos, que pouco utilizou o jogador.

Mas com Marcelo Fernandes, Gabriel também entrava muito pouco nos jogos. Foi preciso chegar Dorival Júnior para cobrar mais atitude ao jogador, e ao mesmo tempo dar confiança a ele, para Gabriel demonstrar seu futebol que todos nós conhecemos.

Ele terminou o ano como um dos principais jogadores do Santos, com a artilharia da Copa do Brasil, e com 21 gols anotados no ano. E como a revelação do Campeonato Brasileiro, isso tudo graças ao grande futebol que jogou desde a chegada de Dorival Júnior.

Com isso, chegou a Seleção Olímpica, e tem muitas chances de jogar as Olímpiadas de 2016 e lutar pelo sonhado ouro para o Brasil.

Além disso, Gabigol se reinventou, hoje joga bem tanto com falso 9, como um atacante pelos lados do campo. Ele não sabe só fazer gols, aprendeu a marcar melhor, preencher os espaços e, jogando pelos lados, conseguiu dar muitas assistências para seus companheiros marcarem gols.

Gabigol se tornou um jogador completo apesar de ter muito a crescer, ele é muito veloz, técnico e sabe fazer gols. De reserva no início do ano, agora sendo cobiçado por grandes clubes europeus, 2015 sem dúvidas foi o ano da afirmação de Gabriel, a principal joia da Vila Belmiro.

Crédito da foto: Ivan Storti/ Santos FC



Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.