Chapecoense contrata ex-lateral do Goiás e revelação do interior paulista

O lateral-direito Gimenez, de 20 anos, que disputou o último Campeonato Brasileiro pelo Goiás, acertou com a Chapeoense para a próxima temporada. No meio do ano, o jogador foi cobiçado pela Ponte Preta, então comandada por Guto Ferreira, e que hoje está na equipe catarinense.

LEIA MAIS:
10 vezes que a força do vento proporcionou lances históricos e geniais no futebol
Palmeiras faz piada com o bloqueio do WhatsApp: “Nem Jesus consegue usar”
Técnico da Ponte Preta trata o Paulistão como a “Copa do Mundo”

Antes de desembarcar na capital goiana, o atleta defendeu o Botafogo-SP e foi um dos destaques do clube paulista no confronto contra o São Paulo, que terminou com a vitória botafoguense por 2 a 0. Em seguida, o Goiás mostrou interesse e levou o atleta.

Em entrevista exclusiva ao portal Torcedores.com, Gimenez afirma que está animado para vestir a camisa do Verdão do Oeste. “Estou muito focado e entusiasmado. Vou batalhar para mostrar bom futebol. Vou batalhar para fazer boa temporada na Chapecoense”, diz o atleta.

O lateral destaca a garra que terá dentro de campo contra os adversário. “Vou honrar o manto da Chape com muita vontade e orgulho. No que depender de mim, trarei muita alegria para a diretoria e torcida”, afirma.

O atleta ainda manda recado para a torcida da Chape Terror. “Eles podem esperar de mim muito trabalho duro, determinação e vontade de vencer. Pois com a bênção de DEUS vou trazer muita alegria para eles”, encerra.

Após o rebaixamento com o Goiás, Gimenez não esconde a tristeza, mas exalta a qualidade que a equipe teve na retal final do Campeonato Brasileiro. “Nós estávamos unidos durante toda a competição. Desde o meu primeiro jogo honrei a camisa do Esmeraldino. Nenhum jogador gosta de ser rebaixado. Agora é outro clube, outra história”, destaca.

A estreia está marcada para o dia 30 de janeiro, quando a Chapecoense recebe o Inter da Lages pela primeira partida válida do Campeonato Catarinense 2016. O jogo será na Arena Condá, em Chapecó.

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás E.C.



Ribeirão-pretano com orgulho e apaixonado por todas as modalidades esportivas. Jornalismo esportivo é uma das paixões que carrego em meu peito. Sonhar é o que mantém o Homem vivo. "O Homem não morre quando deixa de existir, e sim quando deixa de sonhar".