Bauza quer “melhorar” cabeça de Ganso para fazer meia voltar à seleção

São Paulo
Divulgação/SPFC

Que Paulo Henrique Ganso tem uma qualidade inegável, isso é indiscutível. Mas o meia que surgiu de maneira meteórica no Santos, perdeu ao longo dos anos o vigor que fez com que ele fosse considerado um dos melhores jogadores jovens do mundo. Recém-contratado pelo São Paulo, o técnico Edgardo Bauza quer fazer com que Ganso reencontre o seu melhor futebol e faz um desafio para o camisa 10 tricolor: voltar à seleção brasileira em 2016.

Leia Mais: Visionário, idealizador do DataESPN quer ajudar o futebol brasileiro a evoluir
Em busca de zagueiro, Lazio tem interesse em Jemerson, Réver e Rodrigo Caio

“Creio que todos que estamos aqui, ninguém têm dúvidas das condições que ele tem para chegar à seleção. Eu o desafiei a chegar à seleção outra vez. Ele tem que jogar no máximo para elevar seu nível atual, resolver situações que só ele pode fazer. Ele pode chegar outra vez na seleção. É um desafio que temos todos. Toda a equipe técnica que está atrás dele, para colocá-lo fisicamente bem, futebolisticamente bem e melhor da cabeça, que é uma questão onde mais teremos que trabalhar”, elogiou Bauza, deixando claro que também vai cobrar ainda mais empenho de Ganso.

No Brasileiro de 2015, Ganso se destacou pelas assistências, mas também por uma característica pouco comum para os meias: os desarmes. Isso é que Bauza quer de Ganso, ainda mais participação para que ele possa voltar a render o máximo dentro de campo.

Mas os planos de Bauza podem ser frustrados pela China. Ganso é cogitado para ser mais um brasileiro a deixar o país no êxodo de atletas que têm rumado para o país asiático. Se aparecer proposta, o técnico argentino diz que não vai impedir a saída do meia. Mas garante que o jogador terá uma reposição à altura, caso ele deixe o Tricolor.

“É um jogador importante, mas se vier uma equipe e paga o que Ganso vale, seria injusto da minha parte dizer que não. Difícil é uma equipe ter o que é necessário para pagar a Ganso. Pelo que falo com a direção, Ganso tem um valor muito alto, se acontecer isso, vamos trazer jogador de sua categoria. Não sou de brecar os jogadores se clube e atleta estão de acordo. Sempre podemos achar alguém que possa suprir um jogador”, finalizou o treinador.

O São Paulo faz sua estreia na temporada no dia 30 de janeiro, contra o Red Bul Brasil, pelo Campeonato Paulista. Quatro dias, o Tricolor enfrenta o Cesar Vallejo-PER, fora de casa, pela primeira fase da Libertadores.

 



Jornalista que gosta de boas histórias e grandes personagens, não importa se dentro ou fora de campo