Corinthians não tem bom retrospecto em anos pós-desmanche de equipe campeã

Crédito da foto: Reprodução/ Facebook oficial Corinthians

Com o desmanche em boa parte do time titular do Corinthians, que foi campeão brasileiro em 2015, o torcedor corintiano está “com a pulga atrás da orelha” para saber se o Timão poderá dar sequência a boa fase mesmo com a saída dos principais jogadores da equipe.

LEIA MAIS:
Opinião: Corinthians, melhor meio elenco campeão do que um inteiro vice

Olhando o retrospecto do Corinthians nos últimos anos, dá para ver que a situação não é nada boa.

Confira a nossa linha do tempo:

2000 – Corinthians tinha sido bicampeão brasileiro (98/99) e campeão mundial de clubes (2000), mas a eliminação na Libertadores para o Palmeiras pelo segundo ano seguido despertou a ira da fiel torcida e houve um desmanche daquele time espetacular. Saíram Edílson, Edu Gaspar, Fábio Luciano, Dida e Índio.

Na mesma temporada, o Corinthians foi um fiasco na Copa João Havelange, ficando na penúltima colocação, e não foi rebaixado porque não existia descenso nessa competição.

2006 – O Timão vivia uma crise política muito forte. Após ter sido campeão nacional em 2005 sob o comando de Tevez & Cia, o Timão viu seu nome estampado em manchetes policiais devido ao escândalo de lavagem de dinheiro da MSI (parceira) com a máfia russa. O presidente Alberto Dualib estava sob suspeita do Ministério Público.

Nos gramados, vimos um Corinthians desmanchar. Com a saída de Tevez, Nilmar, Carlos Alberto, Fábio Costa, Mascherano, etc….o Corinthians teve uma péssima campanha no Brasileirão e foi eliminado nas quartas de final da Sul-Americana pelo Lanús. O ano seguinte foi pior ainda, pois o Corinthians foi rebaixado para a Série B.

2010 – Após um brilhante ano de 2009, onde o Corinthians foi campeão paulista e da Copa do Brasil, sob o comando de Mano Menezes, algumas peças importantes da equipe foram negociadas. O lateral André Santos, o meia Douglas e o volante Cristian foram vendidos. Para o seu lugar, o Corinthians apostou suas fichas em jogadores veteranos como Roberto Carlos e Iarley, mas não deu certo e o Timão passou em branco no ano do centenário.

2014 – Após conquistar diversos títulos no triênio 2011/12/13, o Corinthians viu algumas peças fundamentais da equipe irem embora no começo de 2014. O técnico Tite, os atacantes Emerson Sheik e Alexandre Pato, o volante Paulinho e os zagueiros Chicão e Leandro Castan deixaram o clube. O lateral-direito Alessandro se aposentou. O técnico Mano Menezes não conseguiu conquistar nenhum título em 2014 e ainda amargou algumas goleadas históricas como o 5 a 1 para o Santos e 5 a 2 para o Fluminense.

Será que em 2016, o Corinthians conseguirá reverter esse retrospecto negativo?

Crédito da foto: Reprodução/ Facebook oficial Corinthians