#EsseDiaFoiLoko: Petkovic faz o gol do título com a 10 do Galinho

O Campeonato Carioca de 2001 teve uma final marcante e que teve um gol decisivo que está no imaginário dos fãs de futebol até hoje. O dia em que Petkovic entrou de vez no coração da galera rubro-negra.

Pet faz o gol do título com a 10 do Galinho

O Maracanã foi o palco das duas partidas decisivas do Campeonato Carioca de 2001 e o Flamengo queria mais um tricampeonato estadual para a sua coleção. O Vasco queria colocar água no chope flamenguista. No jogo de ida, 2 a 1 para o cruzmaltino e ao Mengo restava fazer dois gols de diferença para superar o rival e ficar com a taça

Equilíbrio na primeira etapa

O jogo começou com o Flamengo no ataque buscando fazer o placar que daria o título. Ao Vasco, os contra-ataques eram a arma que ele usaria para manter o placar e fazer a sua festa. Viola teve uma boa chance no começo do jogo para abrir o placar, mas chutou para fora e aos 22, Cássio foi derrubado na área. Penalti para o Flamengo, que Edilson cobrou e fez 1 a 0 para o rubro-negro.

O Vasco não se abateu e aos 40, Juninho Paulista recebeu passe de Viola e empatou o jogo. Em seguida, o mesmo Juninho teria chance de ampliar, só que Júlio César fez uma bela defesa e assim terminaram os primeiros 45 minutos de jogo.

A luta prossegue

Na volta do intervalo, a torcida do Flamengo incendiou o time e aos oito minutos, Petkovic lançou da ponta esquerda Edilson, que tocou na saída de Helton, anotando 2 a 1 para o Flamengo. O Vasco ainda tentou colocar pressão para fazer um segundo gol, embora o 2 a 1 adverso fosse favorável, pois daria o título pela melhor campanha no campeonato.

A sagrada camisa 10 da Gávea

O jogo se aproximava do seu final e a torcida cruzmaltina já entoava o grito de campeão, como que provocando o Flamengo. Contudo, o árbitro Léo Feldmann anotou falta para o Mengo um pouco longe da área e todos esperavam uma bola erguida na área, e aí o ataque que resolvesse a questão. Porém, o encarregado da cobrança não usava uma camisa qualquer, e sim a sagrada camisa 10 da Gávea, aquela que Zico envergou por anos e marcou vários gols de falta. O sérvio Petkovic veio jogar no Brasil e começou a aparecer com destaque no Vitória (BA), defendeu também o Vasco e o Fluminense, mas se destacou mesmo no Flamengo.

O relógio indicava 43 minutos e todos no Maracanã, incluindo os treinadores Joel Santana (pelo Vasco) e Zagallo (pelo Flamengo) eram uma tensão só. Aquele lance poderia render o terceiro gol ou adiar o sonho do tri. Apito soprado, Pet foi para a bola e de pé direito mandou uma curva por cima da barreira, e quem visse por trás do gol pensaria que ela iria para fora. Porém, a curva foi tão bem feita que ela entrou na gaveta esquerda de Helton e decretou a festa flamenguista no Maracanã. (Confira o vídeo abaixo)

O resultado do lance deixou todos atônitos. Vascaínos sem saber o que falar ou pensar e rubro-negros enlouquecidos de tanta felicidade. O jogo terminou 3 a 1 para o Flamengo e além da busca pelo resultado, a cobrança de falta do mais brasileiro dos jogadores nascidos na Sérvia fez esse dia ser muito louco.

Ficha técnica:

Flamengo 3 x 1 Vasco
Data: 27.05.2001
Local: Maracanã – Rio de Janeiro
Público: 60.038
Arbitragem: Léo Feldman
Gols: Flamengo: Edilson 23’/1T e 8’/2T e Petkovic 43’/2T; Vasco: Juninho Paulista 40’/1T.
Cartões amarelos: Flamengo: Juan e Beto; Vasco: Helton, Jorginho Paulista, Juninho Paulista, Cleberson e Fabiano Eller

Flamengo: Júlio César; Alessandro (Maurinho); Fernando; Juan; Cássio; Leandro Ávila; Rocha; Beto (Jorginho); Petkovic; Reinaldo (Roma) e Edilson – Técnico: Zagallo.

Vasco: Helton; Clebson; Geder (Odvan); Torres; Jorginho Paulista; Fabiano Eller; Paulo Miranda; Pedrinho (Jorginho); Juninho Paulista; Euller e Viola (Dedé) – Técnico: Joel Santana.

Foto: Reprodução Youtube