Mogi das Cruzes bate Malvín e estreia com vitória na Liga das Américas

Santiago, República Dominicana - Partido entre Malvin (Uruguay) vs Mogi Das Cruzes (Brasil) durante la Liga de la Americas. (photo: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Americas)

A primeira partida da história do Mogi das Cruzes/Helbor na Liga das Américas não poderia ser melhor. Com um segundo tempo impecável, a equipe da região metropolitana de São Paulo não tomou conhecimento do Malvín, do Uruguai, e venceu a partida que abriu a edição de 2016 do torneio por 82 a 66. O confronto foi realizado na cidade de Santiago de los Caballeros, na República Dominicana.

LEIA MAIS:
Quem é fã de NBA vai se emocionar com esta homenagem a Kobe Bryant; assista

Apesar de a equipe brasileira manter a liderança ao longo de toda a partida, o confronto teve dois tempos distintos: no primeiro, os uruguaios conseguiram equilibrar o jogo em arremessos de três pontos. Já na metade final, Mogi conseguiu deslanchar no jogo, não dando qualquer tipo de chance para o Malvín.

Shamell foi o maior pontuador da partida, conquistando 25 pontos. Outro destaque da equipe paulista foi Lucas Mariano, autor de dez pontos – todos no primeiro quarto – e seis rebotes. Na equipe do Malvín, Winston foi o cestinha do time, com 18 tentos anotados, enquanto Hoskin foi o único a alcançar o double-double, com dez pontos e dez rebotes.

As duas equipes voltam à quadra neste sábado (16). O Mogi encara os dominicanos do Metros de Santiago, em partida marcada para 21h15, com transmissão do canal de TV por assinatura Sportv. Pouco antes, às 18h45, o Malvín enfrentará o Leones de Quilpue, do Chile.

O jogo

Mogi das Cruzes dominou o primeiro período da partida, graças à atuação de Lucas Mariano, autor de dez dos 15 pontos da equipe da Grande São Paulo, que se manteve o tempo inteiro na liderança, chegando a abrir sete pontos no sexto minuto do confronto. No final, os paulistas venceram a parcial por 15 a 12.

Os brasileiros conseguiram aumentar a diferença para oito pontos nos minutos iniciais do segundo quarto. A partir deste momento o Malvín diminuiu a diferença com bolas de três pontos de Kennedy Winston e de Mazzarino, encostando no placar. No fim, Mogi conseguiu igualar a parcial em 19 pontos, indo para o intervalo com uma vantagem de três pontos.

O terceiro período teve grande atuação da equipe mogiana, que teve grande aproveitamento nos arremessos de três pontos, com cinco acertos em sete arremessos. A defesa do time paulista também permitiu apenas 13 pontos para a equipe do Malvín. Desta forma, Mogi das Cruzes venceu a parcial, indo para os dez minutos finais vencendo por 66 a 44.

Com a vitória praticamente assegurada, Mogi se preocupou apenas em manter a diferença no placar, uma vez que os uruguaios não demonstraram força para tentar uma virada. No fim, os paulistas chegaram a abrir 28 pontos de frente, mas terminaram a partida com uma vantagem de 22 tentos.

Veja os melhores momentos da partida:

Foto: José Jimenez-Tirado/FIBA Americas



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.