Opinião: Geuvânio e Santos deveriam recusar a proposta chinesa

Crédito da foto: Reprodução\ Facebook oficial do Santos Futebol Clube

Segundo o site QQSports, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo na China, o Tianjin Quanjian, prepara uma oferta milionária por Geuvânio ao Santos de R$ 131 milhões de reais. Se o clube e o jogador não olharem só para o dinheiro e vislumbrar toda a temporada e o futuro, eles deveriam recusar.

Geuvânio é muito jovem e tem muito que conquistar no futebol e pelo Santos, então não deveria ir para o futebol chinês para disputar a segunda divisão – se o nível da primeira divisão é fraca, imagina a de acesso.

Portanto, ir para um futebol quase amador como é por lá, para Geuvânio que joga muita bola e, repito é jovem, seria jogar a carreira no lixo.

E pelo lado do Santos, eu entendo as dificuldades financeiras e a necessidade de fazer dinheiro, mas vale o esforço de segurar um jogador da técnica e habilidade do Geuvânio. Vislumbrando títulos, aumento de receita e a volta do clube a uma Libertadores que atrai muitos patrocinadores.

Modesto Roma em toda em entrevista fala da necessidade de os clubes manterem seus jogadores mais tempo no futebol brasileiro, agora ele tem a chance de colocar em prática seu pensamento. O time já perdeu o titular Marquinhos Gabriel e ficar sem o reserva imediato seria muito complicado para o treinador Dorival Júnior.

Clube não é banco para ter lucro, e o jogador tem que com todo respeito parar com esse papo de independência financeira já que os salários dos atletas dos grandes clubes do Brasil são muito bons. E com essas propostas o jogador e o clube podem entrar em acordo, com o clube dando um aumento de salário ao atleta e também aumentando o tempo de contrato e a multa rescisória do jogador.

É isso que o Santos e Geuvânio deveriam fazer.

Crédito da foto: Reprodução\ Facebook oficial do Santos Futebol Clube



Apaixonado pelo futebol que é a melhor invenção do homem, atualmente setorista do Santos e Futebol Feminino pelo Torcedores.com