PM mata jogador da várzea de Santo André com 3 tiros

Crédito da foto: Reprodução/Facebook

Era apenas um dia comum de trabalho para o jogador da várzea José Erlanio Freires Alves, 36 anos, mais conhecido como Toni. Mas não sabia ele que seria o último. Nessa quarta-feira (13), o lateral do União Vila Sá foi assassinado pela Polícia Militar de São Paulo ao ser confundido com bandidos, no Bairro Jardim Utinga, em Santo André.

LEIA MAIS:
Estrela da NFL, irmão de Jon Jones é internado após overdose

Era 5h30 da manhã, quando policias entraram na Avenida Sapopemba à procura de suspeitos que haviam acabado de trocar tiros. O policial, que teria confessado o erro, disse que viu Toni com um objeto suspeito na mão, e pelo calor do momento resolveu atirar. Lateral morreu no local, e deixou a esposa e quatro filhos (14, 11, oito, e um bebê de um ano). O PM foi preso em flagrante.

Como noticiou o portal ABCD Maior, a mulher do jogador disse que “o primeiro tiro acertou o braço. Ele caiu, ergueu as mãos e disse que estava indo trabalhar. Mesmo assim, a polícia atirou no peito dele duas vezes”. Mesmo com a vítima desarmada e aparentemente rendida, a morte de Toni foi registrada como legítima defesa.

União Vila Sá

O time pelo qual Toni atuou por quase 10 anos escreveu uma nota em sua homenagem, dizendo que aposentou a camisa 11, usada por ele. A esposa do jogador declarou ainda ao ABCD Maior que o marido era apaixonado pelo time e pelo futebol. “Por mais cansado que chegasse em casa, ele sempre dava um jeito de treinar”. Confira abaixo a mensagem do União Vila Sá em homenagem ao falecido jogador:

“Infelizmente não deu tempo de nos despedirmos de você nosso guerreiro dono da camisa 11, foram tantos jogos, decisões, campeonatos e títulos juntos, que orgulhamos de ter tido você como nosso jogador há mais de uma década, vamos sentir saudades das suas comemorações com a Torcida Gang Da Vila pulando no alambrado e batendo no peito, foram tantos momentos lindos que nada mais justo que nossa camisa 11 ser aposentada em homenagem a você TONI… Torcida Gang da Vila e toda a comunidade da Vila Sá sentirá muitas saudades de você, olhe por nós aí de cima e ilumine os caminhos do nosso Vila… afinal você foi e sempre será o nosso TONI CAMISA 11!”

Crédito da foto: Reprodução/Facebook



Jornalista formado pela USCS, apaixonado por esportes, cultura e comunicação. Ex-atleta em atividade, pensa que sabe algo sobre futebol, handebol e esportes americanos.