Presidente da FIA fala do estado de saúde de Schumacher: “é muito doloroso”

Foto: Getty Images

Jean Todt é o atual presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), mas antes foi o homem da Ferrari responsável pelo grande sucesso que Michael Schumacher teve na equipe italiana, chegando a conquistar sete títulos mundiais. Agora, como homem-forte do esporte, ele não consegue esconder a dor em ver seu amigo nesse grave estado de saúde.

LEIA MAIS:
Video: Neymar participa de campanha contra o racismo ao lado de famosos
Antes de ser preso, traficante queria comprar o Chelsea, diz jornal
Saiba o que falta para o Vasco jogar clássicos em São Januário
Van Gaal se irrita em entrevista e ofende repórter: “Você também, gordo”

“Michael é diferente porque ele é como se fosse da minha família e, se você tem alguém que é como se fosse da tua família ou muito próximo de ti e está muito mal, é claro que é doloroso, e você tem de estar lá com a família. Hoje à noite eu vou estar lá por ele. Este é o lado ruim da vida”, disse o dirigente francês durante a Autosport Show em Birmingham (Inglaterra).

Para ele, o caso de Schumacher é totalmente diferente do de Jules Bianchi, piloto da F1 que, após sofrer um grave acidente, faleceu:

“Diria que não dá para comparar. Sabia de Jules por meio do meu filho que era algo terrível, e é terrível perder alguém em um acidente”, afirmou Todt.

Foto: Getty Images